06 de novembro de 2011 · 18:20

COMPARTILHE


REDES

RSS

Armadilha simples de ser feita pode ser solução para conter a dengue

Aluno do IFF envia o passo-a-passo para que todos façam a sua parte
Divulgação/Reprodução

Aluno do IFF envia o passo-a-passo para que todos façam a sua parte

Segundo dados da Secretaria de Saúde, as residência particulares concentram 82% dos criadouros do mosquito Aedes aegypti, que podem deflagrar, já no verão de 2012 a pior epidemia de dengue já vivida no estado do Rio.

Pensando nisso o estudante do Instituto Federal Fluminense (IFF), Eduardo Ferré enviou à redação do Site Ururau, uma maneira simples, prática e ecologicamente correta de toda a população se engajar na campanha de combate à doença, eliminando os focos do mosquito. Eduardo acredita que o combate ao Aedes aegypti é uma obrigação de toda população e não só do poder público.

“Já passou da hora da população tomar atitudes ao invés de ficar esperando os governantes dar fim a este problema, só assim, juntos, vamos exterminar o mosquito da dengue. Prevenir à dengue deve ser uma obrigação de cada cidadão. Não deixar pneus, embalagens e recipientes acumulando água é a maneira mais importante para evitar a proliferação de mosquitos, inclusive dos Aedes aegypti,” enfatiza o estudante.

Ensinando o passo-a-passo, ele ensina como uma simples garrafa pet de um e meio a dois litros, pode se transformar numa armadilha que retira do ambiente as futuras gerações de mosquitos. 

VOCÊ VAI PRECISAR DE:
- 1 garrafa pet de 1,5 ou dois litros;
- 1 tesoura;
- 1 lixa de madeira nº 180;
- 1rolo de fita isolante preta;
- 1 pedaço (5 x 5 cm) de tecido chamado micro tule;
- 4 grãos de alpiste, arroz ou uma pelota de ração felina. 

Tire a tampa da garrafa e, com um jeitinho especial, remova o anel do lacre da tampa, sem danificá-lo. Reserve este lacre; ele será usado como componente da sua mosquitérica. Não basta montar, tem sempre que verificar, vendo se não rompeu, se tem água ou se já tem mosquito.

A próxima etapa é cortar a garrafa em duas partes.  Antes de iniciar o corte, amasse a garrafa até obter uma dobra.  Com o plástico dobrado fica mais fácil cortá-lo. Agora, use esse corte como furo para posicionar a tesoura e cortar o restante da garrafa; Uma das partes vai servir de copo e a outra, como um funil, será a tampa.

Agora você vai lixar toda a superfície da tampa, que corresponde à face interna da boca do funil, até torná-la completamente áspera e fosca (lixe sempre no sentido único, da boca do gargalo, para o funil, no fundo). Essa peça constituirá a tampa da mosquitérica;  

Corte o micro tule (5cm X 5cm) e cubra a boca da garrafa. Use o anel do lacre que você guardou como presilha. Esta fase exige o jeitinho especial, pois é necessário forçar a presilha para alcançar, pelo menos, a segunda volta da rosca.  Sempre verifique se não está furado. Neste caso, troque o micro tule.  Atenção: Não pode ser outro tipo, pois maior irá passar os filhotes. Só serve MICRO TULE.

Para estabelecer a altura ideal do nível da água na mosquitérica é preciso encaixar a tampa, com o bico para baixo, dentro do copo.  Identifique, de cima para baixo, o intervalo de altura que vai da boca do copo até o fundo fosco da tampa.  O ponto médio desse intervalo deve ser considerado como a altura do nível da água na sua mosquitérica. Marque esse nível com um pedaço de fita isolante, bem fino, como se fosse uma linha, colada pelo lado de fora do copo Essa marca também delimitará o espaço de ar que ficará acima da água, entre as duas peças da mosquitérica.

Chegou à hora de começar a montagem da mosquitérica: acrescente água no copo, de forma que fique uma camada aérea de 3 a 4 cm (da boca do copo para baixo)l; coloque o alimento (quatro sementes de alpiste, arroz ou uma pelota de ração felina triturada dentro d’água. Posicione a tampa, de maneira simétrica, com o bico para baixo e então vede as duas partes da mosquitérica, usando fita isolante. Use a fita isolante para fixar as duas peças da mosquitérica e, ao mesmo tempo, vedar o espaço entre a borda do copo e a face externa da tampa. Complete com água até o nível marcado com a tirinha de fita isolante.

Coloque a armadilha em local fresco e sombreado. Após uma semana, verifique a altura da coluna de água. Se estiver abaixo do nível, complete-a. Com o nível da água mais alto, os ovos que foram depositados na superfície áspera da tampa ficarão dentro d’água e, em poucos dias, será possível visualizar larvas de mosquitos nadando na parte inferior da mosquitérica.

Não é necessário esvaziar a mosquitérica para continuar a usá-la. Para esvaziá-la, agite o líquido de maneira a molhar todos os espécimes voadores que estejam presos. Depois é só tirar a tampa e derramar o conteúdo líquido na terra de um jardim ou vaso de planta. Caso queira jogar no vaso sanitário, adicione detergente líquido na água, espere as larvas e pupas morrerem e só então dê a descarga.

“Vamos ensinar todas as crianças a fazer brinquedo de pegar mosquito, e elas ensinarão seus amigos e vizinhos e depois todo mundo irá brincar de ver quem pega mais mosquitos, alem de divertido, será uma atividade de cidadania. Todos devemos ser sementes e multiplicar estas armadilhas.” Finaliza Eduardo.

Publicidade


Postado por:

Fonte: Ururau

Siga: twitter.com/siteururau

Fale conosco, clique aqui!

COMPARTILHE


Publicidade

Publicidade

  • Ser feliz sem motivo é a mais autêntica forma de felicidade.
    Carlos Drummond
    de Andrade

  • Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento.
    Clarice Lispector

  • Feliz quem não exige da vida mais do que ela espontaneamente lhe dá, guiando-se pelo instinto dos gatos, que buscam o sol quando há sol.
    Fernando Pessoa

  • Há 2 espécies de chatos: os chatos propriamente ditos e ... os amigos, que são os nossos chatos prediletos.
    Mario Quintana

  • Nosso cérebro é o melhor brinquedo já criado: nele se encontram todos os segredos, inclusive o da felicidade. A vida é maravilhosa se você não tem medo dela.
    Charles Chaplin

  • Escute seu coração. Ele conhece todas as coisas, porque veio da Alma do Mundo e um dia retornará para ela...
    Paulo Coelho

Publicidade

Ururau

Ururau © Copyright 2008 - 2017
Criado em Novembro/2008 • Novo Site 01 de Janeiro/2013
Contato: (22)9988-24858 / (22)2722-2468
Contato Redação: ururau@ururau.com.br • Contato Comercial: comercial@ururau.com.br
Fale conosco, clique aqui!

Buscas

ByChucas.com