Sábado, 19 de outubro de 2019
Anuncie no Ururau | Contato
Logo

Coluna do Psicanalista

Luiz Duncan

O Amor cortês

28/09/2019 às 12h32

Reprodução
O Amor cortês
O que se pode dizer sobre o amor é sempre uma verdade partida ao meio, uma verdade não-toda. Amar significa inventar sentidos para tudo o que nos rodeia.  Por volta do século XII um tipo específico de “amor”, ou de comportamento amoroso, desenvolveu-se. O amor cortês.

 Essa expressão, amor cortês, refere-se a um conjunto de atitudes praticadas no período medieval, tratava-se da criação de relações amorosas, visando enaltecer o amor, como forma mais sublime que o implacável envolvimento sexual.  Assim, o amor cortês se caracteriza como um amor platônico, que não visa a sua satisfação. O amor cortês é o amor sagrado, no que tem de mais devotado. Como diz Lacan “É a exaltação que está no fundo da relação”. É um amor que, em si, não apenas dispensa a satisfação, mas visa, muito precisamente, a não-satisfação.

 Amor cortês na poesia trovadoresca é sinônimo de amor impossível. O trovador ama para se colocar a serviço da Dama, que o aceita como amante, mas não como amado.  Não há a esperança de plenitude no amor cortês porque amar é sinônimo de privação do objeto amado.

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

O trovador ama a Dama porque ela deseja ser amada por ele. Mas ele também sabe que nunca será amado por ela. A Dama só pode comparecer na estrutura da privação, porque se trata de um amor em que as relações entre sujeito e objeto se inscrevem na falta eterna.

Na nossa Contemporaneidade muitos adolescentes escrevem sobre o amor. Apesar de fazerem um elogio ao amor, as adolescentes estão sempre se queixando dos homens. Ou seja, se os homens são desvalorizados é porque existe um ideal de homem diante do qual todos os outros estão abaixo. A adolescente, por vezes, promove alguém à condição de mestre idealizado, para em seguida destituí-lo desse lugar. Um novo mestre deve ocupar o lugar que foi desocupado e assim por diante.

 Existem adolescentes que não adiam o encontro amoroso. Ao inverso, vivem as tentativas amorosas com velocidade e pluralidade.  A ideia é que, diante da pluralidade de experiências, o sujeito tem maiores chances de encontrar aquele que o satisfará plenamente, o que não existe. O sujeito sustenta a esperança de que o próximorelacionamento será mais favorável, evidenciando o rodizio, idiossincrasia da sociedade de consumo.

É possível circunscrever, em vários escritos adolescentes, algumas características do amor cortês. No trovadorismo, havia uma submissão do homem à dama. A mulher amada era idealizada e intocável. Nos escritos atuais o amado é sempre distante, porque não foi encontrado ou porque se foi. O que aproxima estes dizeres do amor-cortês é a ausência de uma analogia amorosa, sendo o objeto amado, inacessível e o amor, impossível de se produzir.

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

 

                                                               Luiz Roberto Duncan

                                                                      Psicanalista


+ NOTÍCIAS

  • Quem não ama acama

    Quem não ama acama 12 de Outubro de 2019
  • A Solidão

    Nossos limites e nossas faltas nos pertencem, são de nossa própria responsabilidade e não do outro. 06 de Outubro de 2019
  • O vazio

    O vazio 22 de Setembro de 2019
  • O Medo

    O Medo 14 de Setembro de 2019
Aviso importante: a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash etc) do Portal Ururau não é permitida sem autorização e os devidos créditos e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismo de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com o Portal Ururau para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato através do email: parceria@ururau.com.br
Logo
Todos os direitos reservados - Ururau Copyright 2008 - 2016 Desenhado e programado por Jean Moraes

Poxa! Você usa bloqueadores de anúncios :(

Produzir matérias com qualidade demanda uma equipe competente e comprometida com o bom jornalismo. A publicidade é o único meio de viabilizar e manter nossos serviços ofertados gratuitamente aos nossos leitores. Colabore conosco adicionando o http://www.ururau.com.br como exceção de sites permitidos.

Clique aqui e saiba como adicionar o Ururau como site permitido!

Já fiz isso Fechar aviso