Terça-feira, 23 de outubro de 2018
Anuncie no Ururau | Contato
Logo

Coluna do Psicanalista

Luiz Duncan

O representante da representação

02/06/2018 às 12h43

Reprodução
O representante da representação
O quadro, As meninas, foi pintado pelo pintor espanhol Diego Velázquez, é uma das obras mais analisadas e comentadas no mundo da arte. Retrata a família do rei Felipe IV. Nesse quadro vemos o próprio pintor pintando uma tela.

Em 1985 foi considerado a maior obra de arte já realizada por um ser humano.

Destacada pela luz e ao centro da tela, aparece a infanta Margarida de apenas 5 anos, seu olhar se direciona para o observador. 

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

A dama de honra, à direita da infanta, se chama Isabel Velasco. Ela também está olhando na direção do observador. A dama à esquerda é Augustina Sarmiento, que se ajoelha para oferecer à sua senhora um refresco ou uma água. Os anões são retratados ao lado de Isabel Velasco, chamados de figuras de entretenimento ganham dignidade nesta obra. A anã alemã tem ao seu lado o anão italiano Nicolas que está brincando com um cachorro de raça muito popular na Espanha, Um Mastim.

Atrás deste grupo aparece, na penumbra, uma senhora com trajes de viúva, coisas da época, conversando com um homem. São os guarda damas. O camareiro da rainha, Dom José Nieto, surge entre a porta no fundo da tela.

Um grande espelho no fundo da tela reflete as imagens do rei e da rainha, o que nos permite deduzir que eles deveriam ser os retratados na obra.

O quadro, nos diz Lacan, funciona como o representante da representação. Termo que define aquilo que se representa na memória, o conteúdo de um ato de pensamento lembrado em função de um estímulo externo recebido, de um ato praticado, ou de um pensamento, sempre acrescido de uma vivência emocional. Algo do visível e do invisível.

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

Diego Velázquez pinta a si próprio e pinta seu próprio ato de pintar uma tela, ou seja, representa a si numa atividade de representar imagens em uma tela.  

O pintor surge no ponto neutro da mudança entre o momento de pausa e o ato de pintar. Neste último ele desaparece atrás do cavalete e não pode ser visto pelo observador, enquanto no momento de pausa ele estuda o modelo e podemos vê-lo por inteiro. Velázquez então, está representado no momento entre o estudo do modelo e o ato de pintar, tendo em vista a impraticabilidade de representá-lo nos dois momentos. A tela é a representação de uma cena invertida, vista pelo seu reverso, o que nos aponta a impossibilidade ver o teor da tela no seu verso. 

 O espelho, pode ser pensado como a representação da representação, visto que seu reflexo é a reprodução do invisível.

                                                      Luiz Roberto Duncan
                                                           Psicanalista
 

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

 

 


+ NOTÍCIAS

Aviso importante: a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash etc) do Portal Ururau não é permitida sem autorização e os devidos créditos e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismo de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com o Portal Ururau para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato através do email: parceria@ururau.com.br
Logo
Todos os direitos reservados - Ururau Copyright 2008 - 2016 Desenhado e programado por Jean Moraes

Poxa! Você usa bloqueadores de anúncios :(

Produzir matérias com qualidade demanda uma equipe competente e comprometida com o bom jornalismo. A publicidade é o único meio de viabilizar e manter nossos serviços ofertados gratuitamente aos nossos leitores. Colabore conosco adicionando o http://www.ururau.com.br como exceção de sites permitidos.

Clique aqui e saiba como adicionar o Ururau como site permitido!

Já fiz isso Fechar aviso