Sexta-feira, 14 de dezembro de 2018
Anuncie no Ururau | Contato
Logo

Coluna do Psicanalista

Luiz Duncan

O surgimento do sujeito

25/11/2018 às 11h48

Reprodução
Luiz Roberto Duncan
René Descartes nasceu na França, no dia 31 de março de 1596.Desenvolveu diversos trabalhos na área da filosofia, ciências e matemática. Associou a álgebra com a geometria dando origem a geometria analítica e ao sistema de coordenadas, agora conhecido como Plano Cartesiano. 

Acreditava ele na existência de uma verdade incontestável. Para atingi-la desenvolveu o método da dúvida, que consistia em questionar todas as ideias e teorias preexistentes. Ele vai então duvidar de tudoo que pode, de uma forma ou de outra, enganar seus juízos. “A ruína dasfundações faz tombar o edifício todo inteiro”.

“Ora, pode ser que a vida inteira não passe de um sonho contínuo e que, portanto, tudo aquilo que acreditamos conhecer por seu intermédio não se mostre senão ilusões”. Assim,Descartes, parte daideia da existência de um Gênio Maligno e Enganador, o qual poderia nos ter criadode tal forma que nós acreditássemos que há um mundo de coisas exteriores quandorealmente não há.

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

Contudo, continua Descartes, o que quer que esse Deus enganador possa fazer-me, ele não pode me persuadir de que eu não existo. Ou seja, eu não posso nada ser no momento em que eu penso, que eu duvido ser alguma coisa. Eis averdade primeira: eu duvido, eu penso, logo eu existo.

Então, Descartes, pergunta: o fato de duvidar seria então a essência de minhaexistência? Na verdade, não, já que eu posso pensar sem duvidar, mas eu não possoduvidar sem pensar. Portanto, a dúvida não é senão um dos aspectos de meupensamento que aponta a verdadeira essência do meu ser. Se euduvido, eu penso. Se eu penso, eu sou.

Já, em um segundo momento, Descartes conclui que:  ora, eusou, sem nenhuma dúvida, finito e imperfeito, então, eu não posso ser a fonte da ideia de infinito, deperfeição, tal como ela se apresenta na minha mente, então, deve existir, de fato, um ser supremo,perfeito e infinito, capaz de imprimir tal ideia no meu espírito. Concluo que: a perfeição de Deusinclui sua bondade, o que exclui a possibilidade de um Gênio Maligno e Enganador.

Lacan, no seminário 11, Os quatro conceitos fundamentais da psicanálise,nos aponta que o cogito inicial de Descartes visa o “eu penso” no que ele conduz ao “eu sou”, e o garantidor fica de fora, em um Outro não enganador, representado pela figura de Deus. Deus é quem pode garantir por sua existência as bases da verdade. Verdade essa que não se localiza noSer, mais sim em um outro lugar. Aqui, Freud instaura algo de novo; ele coloca sua certeza no Ser, mais precisamente no pensamento inconsciente.  Pensamento marcado pelo tropeço, posto que, palavras que tropeçam são palavras que confessam algo da verdade, que é sempre não-toda. Dando luz a divisão do sujeito, tipo, consciente e inconsciente. Sujeito esse que não conhece outra sociedade que não seja, efetivamente, a das palavras.

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

Descartes parte da dúvida, mas, o que Freud vem indicar é que a dúvida faz parte do texto inconsciente. Onde há dúvida, o pensamento inconsciente está lá. É o “eu penso” inconsciente querevela o sujeito. Inconsciente este, estruturado como uma linguagem.

Uma certeza aparece, não há sujeito freudiano sem o sujeito cartesiano, Descartes tem uma intima relação com a psicanálise, visto que, é ele quem introduz o sujeito no mundo. Permitido a Freud desloca-lo para o inconsciente.


+ NOTÍCIAS

Aviso importante: a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash etc) do Portal Ururau não é permitida sem autorização e os devidos créditos e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismo de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com o Portal Ururau para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato através do email: parceria@ururau.com.br
Logo
Todos os direitos reservados - Ururau Copyright 2008 - 2016 Desenhado e programado por Jean Moraes

Poxa! Você usa bloqueadores de anúncios :(

Produzir matérias com qualidade demanda uma equipe competente e comprometida com o bom jornalismo. A publicidade é o único meio de viabilizar e manter nossos serviços ofertados gratuitamente aos nossos leitores. Colabore conosco adicionando o http://www.ururau.com.br como exceção de sites permitidos.

Clique aqui e saiba como adicionar o Ururau como site permitido!

Já fiz isso Fechar aviso