Sexta-feira, 24 de maio de 2019
Anuncie no Ururau | Contato
Logo

Coluna Ranulfo Vidigal

Ranulfo Vidigal

O bode na sala

07/03/2019 às 09h13

Afinal o que está acontecendo, o Brasil está ao contrário e ninguém reparou? Ou as idéias não correspondem aos fatos? Daí que, que em pleno carnaval diversas Escolas de Samba (a campeã Mangueira) e blocos de rua resolveram escancarar as críticas necessárias que a mídia nativa busca esconder, em relação à histórica incapacidade de nossa nação satisfazer as necessidades básicas da maioria da população. Tudo isso, num dos países mais desiguais do planeta, com uma pobreza (material/cultural) totalmente evitável, que reduz a expectativa de vida de milhões de pessoas.

Na véspera da folia de momo, o IBGE divulgou as estatísticas do comportamento rastejante da atividade econômica, já pelo segundo ano consecutivo e após uma recessão que reduziu em 10% a renda per capita, entre 2014 e 2016. Inacreditável!

O “desenvolvimento” econômico tupiniquim baseado na depredação ambiental (vide Brumadinho) e no escravismo foi, historicamente, perverso e exacerbou as desigualdades regionais. O desempenho medíocre, inacreditavelmente, fortalece o controle da elite sobre os recursos naturais e as instituições políticas (monopolizadas pela plutocracia do dinheiro). Daí o nível, a composição e a distribuição do investimento, da geração de empregos, do comércio exterior, das finanças (públicas e privadas) e do produto nacional. O capital fictício/especulativo comanda a orquestra. Lembra os minutos finais do Titanic, onde o barco já afundava e ninguém percebia.

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

Sob o manto do carnaval e do verniz da integração e da cordialidade supostamente presentes na cervejinha, no samba e no futebol perdura a exclusão e a violência cotidiana. Outra estatística do IBGE revela um contingente de desempregados de quase 13 milhões de chefes de família e um salário médio recebido por quem ainda está empregado equivalente à metade do salário mínimo necessário para uma família de quatro membros - calculado pelo DIEESE.

A onda de ataque aos direitos sociais (CLT e Previdência Social) limita a expansão da cidadania e escancara a  lógica excludente, Deteriora as condições de vida  e do trabalho da maioria e fomenta ainda mais a concentração da renda, em nome da “austeridade” e do pagamento, rigorosamente em dia, dos encargos da dívida pública.

Abstraindo-se cada vez mais de seu papel transformador, o Estado brasileiro (cada dia mais conservador) garante apenas as relações de dominação - reproduzindo o modo de exploração e preservação dos padrões de desigualdade de renda, riqueza e privilégio - independente do desempenho econômico da oitava economia em escala planetária.

Daí que nossa elite dirigente não consegue planejar de forma adequada a expansão da capacidade produtiva, a infraestrutura econômica, social e ambiental, ou desenvolver novas vantagens competitivas e nem garantir o financiamento de longo prazo suficiente para sustentar o necessário crescimento acelerado, perfeitamente possível mediante nosso mercado interno e nossas riquezas naturais. Uma tragédia. Reagir é a senha.

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

Ranulfo Vidigal – economista.


+ NOTÍCIAS

Aviso importante: a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash etc) do Portal Ururau não é permitida sem autorização e os devidos créditos e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismo de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com o Portal Ururau para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato através do email: parceria@ururau.com.br
Logo
Todos os direitos reservados - Ururau Copyright 2008 - 2016 Desenhado e programado por Jean Moraes

Poxa! Você usa bloqueadores de anúncios :(

Produzir matérias com qualidade demanda uma equipe competente e comprometida com o bom jornalismo. A publicidade é o único meio de viabilizar e manter nossos serviços ofertados gratuitamente aos nossos leitores. Colabore conosco adicionando o http://www.ururau.com.br como exceção de sites permitidos.

Clique aqui e saiba como adicionar o Ururau como site permitido!

Já fiz isso Fechar aviso