Quinta-feira, 18 de outubro de 2018
Anuncie no Ururau | Contato
Logo

TattooArte

Marcello Yakuza e Thiago Freitas

Convenções: O Show-Room das Tatuagens

03/10/2018 às 21h00

Arquivo/Pessoal
Convenções: O Show-Room das Tatuagens
Você já foi a alguma convenção de tatuagens? Tem curiosidade e gostaria de saber como são? Vamos contar tudo, desde como eram no passado, até o que se tornaram no mercado atual. Apesar do que muita gente pensa, as convenções não são sinônimo de oportunidade de tatuar barato. Muito mais do que isso, surgiram como um movimento de união e troca de experiências entre tatuadores.

Antes da Internet, o acesso a informações sobre modificações corporais era escasso e os conhecimentos eram transmitidos de boca a boca. Isso quer dizer que para se tornar um tatuador você precisava ser aprendiz em um estúdio, ou ser amigo de um tatuador experiente que te ensinasse o ofício (ok, isso não mudou tanto assim). Isso não limitava apenas a entrada no mercado, mas principalmente o desenvolvimento profissional dos artistas, por mais experiente que fosse. 

Nessa época, para conhecer um produto ou estilo novo recorríamos a revistas especializadas. Mas e quando víamos alguma técnica diferente? O jeito era aprender por tentativa e erro, ou perguntar, pessoalmente, a quem sabia fazer. Claramente ficávamos limitados ao que tínhamos acesso local.

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

Na década de 1990, após a primeira convenção – que foi organizada por um tatuador italiano - surgiram outros eventos que eram grandes confraternizações e facilitaram a interação entre tatuadores. Além disso, o acesso ao público foi o pontapé inicial no processo de popularizar esta forma de arte que amamos. Foi nessa época que surgiram os concursos, divididos por categorias, tais como oriental, oldschool, tribal, etc. A competição dos concursos, aliada à possibilidade de conhecer, conviver por alguns dias, e observar o trabalho de outros colegas, era um grande incentivo e a oportunidade de desenvolvimento que procurávamos!

O mercado de convenções cresceu e, assim, surgiram grandes eventos anuais, que atraíam mais e maispúblico e reuniam a cada vez um grupo maior de tatuadores. Trouxeram entretenimento, com música, exibições de arte urbana, suspensão corporal, esportes radicais, etc. Junto, os concursos cresceram e incorporaram mais categorias, tais como biomecânico, colorido, preto e cinza, new school e realismo. Os clientes que procuram trabalhos artísticos e de qualidade podem tatuar com os profissionais que admiram, sem ter que viajar para outro estado ou outro país. Além disso, há também a possibilidade da sua tatuagem concorrer. Isso não é bom? Ter mais uma tattoo, e que foi premiada, feita pelo artista de quem você é fã!

Participar de convenções e competir traz um inegável reconhecimento profissional e satisfação pessoal. Assim, comecei a competir e me tornei o primeiro tatuador da região a conquistar várias premiações em diversas categorias nas maiores convenções do país, dentre elas a maior convenção da América Latina (que tem edições no RJ e em SP). A experiência que adquirimos como equipe da YakuzaTattoo nos impulsionou a realizar, em 2013, a Campos Tattoo Day, que foi a Primeira Convenção Internacional de Tatuagens e Body-Piercing no Norte Fluminense. Foi um marco no mercado local e a primeira oportunidade de artistas que hoje se destacam na região de participar de um evento internacional e poderem conquistar seu reconhecimento inicial.

Hoje há convenções durante o ano todo e em inúmeras cidades. O que aparentemente seria bom para popularizar as tatuagens infelizmente se tornou banal. Uma consequência lamentável foi o surgimento de um mercado de distribuição de troféus, onde trabalhos não-competitivos são premiados, meramente por falta de concorrência de qualidade, ou por organizadores que somente querem vender stands e não dão apoio aos artistas que investem seu capital, seu tempo e seu talento para realizar um sonho. 

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

Por falar em sonho, sonhamos em ver o retorno das convenções como confraternização e oportunidade de interação. Isso depende de todos nós, tatuadores e tatuados. Artistas, avaliem o suporte que a organização do evento lhes oferece, e assim valorizem o seu trabalho. E clientes, escolham bem o seu tatuador e valorizem a sua pele. E aí, gostaram da ideia? Vamos tatuar!
 

Marcelo Cordeiro,YakuzaTattoo
 


+ NOTÍCIAS

Aviso importante: a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash etc) do Portal Ururau não é permitida sem autorização e os devidos créditos e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismo de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com o Portal Ururau para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato através do email: parceria@ururau.com.br
Logo
Todos os direitos reservados - Ururau Copyright 2008 - 2016 Desenhado e programado por Jean Moraes

Poxa! Você usa bloqueadores de anúncios :(

Produzir matérias com qualidade demanda uma equipe competente e comprometida com o bom jornalismo. A publicidade é o único meio de viabilizar e manter nossos serviços ofertados gratuitamente aos nossos leitores. Colabore conosco adicionando o http://www.ururau.com.br como exceção de sites permitidos.

Clique aqui e saiba como adicionar o Ururau como site permitido!

Já fiz isso Fechar aviso