Quarta-feira, 12 de dezembro de 2018
Anuncie no Ururau | Contato
Logo

TattooArte

Marcello Yakuza e Thiago Freitas

Tatuagem: Será que dói mesmo?

20/09/2018 às 08h48

Reprodução
Dor depende do local, da técnica e do tipo de trabalho que você escolheu
As tatuagens estão em alta e a cada dia o preconceito é menor, então aquela vontade de se tatuar vai crescendo. Mas será que dói mesmo? Dói muito, ou depende? Bem, temos uma boa e uma má notícia: dói, sim, mas a boa notícia é que o nível da dor depende do local, da técnica e do tipo de trabalho que você escolheu. Vamos entender um pouquinho melhor?

A dor é nossa amiga. É ela que cria um reflexo quando nos machucamos – para evitar o pior – e é o principal estímulo para procurarmos um médico quando algo não está indo bem. Nada mais é do que um mecanismo de defesa que usa várias terminações nervosas, sensíveis à dor, que temos pelo corpo. Quando estimuladas, transmitem sinais através do sistema nervoso até o cérebro, que os processa e reage de acordo.

Esses sinais são basicamente íons de sódio e de potássio que são liberados pelas células quando estão danificadas. Assim, temos a primeira dica para lidarmos bem com a dor da tatuagem: se alimente bem antes de ser tatuado.

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

Há, sim, partes do corpo mais sensíveis à dor. Isso acontece porque os receptores de dor não são distribuídos de maneira uniforme pela nossa pele. Por exemplo, os dedos são mais sensíveis do que as costas porque tem menor concentração desses receptores. Isso quer dizer que aqueles diagramas de intensidade de dor fazem sentido e podem ser usados como referência. Além disso, partes do corpo com a pele mais flácida ou com menor quantidade de tecido cobrindo ossos ou tendões tendem a doer mais.

A idade também interfere na sensação de dor. Conforme envelhecemos, esse circuito nervoso se degenera, resultando em maior intolerância à dor. Lembre-se disso, faça hoje mesmo mais uma tattoo!

Embora muitos homens não queiram admitir, as mulheres são comprovadamente mais resistentes, não só por fatores genéticos e hormonais, mas também por questões psicossociais. Boa notícia pras meninas, né?

Por falar em questões psicológicas, suas memórias também contam. Se tiver experiências negativas com tatuagens anteriores, a tendência é que o cérebro tente te proteger e sua dor será maior. Então, relaxe e não pense no pior. Tenha sempre uma atitude positiva.

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

Já mencionamos a alimentação, mas não podemos nos esquecer de nos hidratar bem. E evite álcool e drogas, que podem ter ação vasodilatadora e assim fazer sangrar – e doer – mais, além de aumentar a irritabilidade e a sensibilidade.

Outro aspecto que aumenta a dor é a fadiga. Claramente ficamos menos resistentes quando estamos estressados ou temos dormido pouco, então durma o suficiente na noite anterior e descanse bem no dia da sua sessão.

Os analgésicos ajudam, pois reduzem a liberação daquelas substâncias que sinalizam a dor, mas não fazem milagre. Você vai sentir dor, mas o seu limite de resistência pode aumentar.

Esperamos que essas dicas ajudem, e que suas próximas tattoos sejam, além de trabalhos artísticos, experiências positivas!

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

 

                                   Marcelo Yakuza


+ NOTÍCIAS

Aviso importante: a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash etc) do Portal Ururau não é permitida sem autorização e os devidos créditos e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismo de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com o Portal Ururau para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato através do email: parceria@ururau.com.br
Logo
Todos os direitos reservados - Ururau Copyright 2008 - 2016 Desenhado e programado por Jean Moraes

Poxa! Você usa bloqueadores de anúncios :(

Produzir matérias com qualidade demanda uma equipe competente e comprometida com o bom jornalismo. A publicidade é o único meio de viabilizar e manter nossos serviços ofertados gratuitamente aos nossos leitores. Colabore conosco adicionando o http://www.ururau.com.br como exceção de sites permitidos.

Clique aqui e saiba como adicionar o Ururau como site permitido!

Já fiz isso Fechar aviso