Senado pode votar hoje aumento para ministros do Supremo

Facebook Whatsapp Twitter
Sábado, 17 de novembro de 2018
Anuncie no Ururau | Contato
Logo

Brasil e Mundo

Senado pode votar hoje aumento para ministros do Supremo

Facebook Whatsapp Twitter Google+

07/11/2018 às 10h35

Reprodução
Votação de projetos de lei que garantem aumento para ministros do Supremo Tribunal Federal ( STF ) e para o Procurador-Geral da República

Compartilhe essa notícia!

Facebook Whatsapp Twitter Google+
O Senado pode votar nesta quarta-feira, (07/11), dois projetos de lei que garantem aumento para ministros do Supremo Tribunal Federal ( STF ) e para o Procurador-Geral da República, o que pode provocar um efeito-cascata no contracheque do funcionalismo público. Caso os textos sejam aprovados, as duas remunerações subirão de R$ 33.700 para R$ 39.200. O aumento no salário dos ministros e da procuradora-geral têm repercussão na categoria e provoca reajustes entre magistrados e também no Ministério Público Federal (MPF). Como o vencimento dos ministros do STF serve como teto para o funcionalismo federal, o aumento também afeta o Poder Executivo.

As duas propostas são de 2015 e estavam na gaveta da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) desde 2016. Ontem, os senadores aprovaram um requerimento de urgência para apreciá-las em plenário. Os textos já foram aprovados na Câmara e, depois de aprovados na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, ficaram paradas na CAE.

O relator das duas matérias no colegiado, senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES), deu parecer contrário a elas. Sem votação na CAE, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), pautou a urgência para o plenário ontem.

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

Em seu relatório na CAE, Ferraço destacou que o reajuste no subsídio dos ministros do Supremo “Resultará em um impacto bilionário nas contas públicas da União, dos Estados e dos Municípios”. “A partir da sua aprovação, abre-se a porta para que sejam reajustados todos os demais salários no setor público, inclusive os salários de deputados e senadores, o que sabemos, historicamente acontece em um segundo momento”, ressaltou o senador.

Fonte: Extra.com


Aviso importante: a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash etc) do Portal Ururau não é permitida sem autorização e os devidos créditos e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismo de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com o Portal Ururau para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato através do email: parceria@ururau.com.br
Logo
Todos os direitos reservados - Ururau Copyright 2008 - 2016 Desenhado e programado por Jean Moraes

Poxa! Você usa bloqueadores de anúncios :(

Produzir matérias com qualidade demanda uma equipe competente e comprometida com o bom jornalismo. A publicidade é o único meio de viabilizar e manter nossos serviços ofertados gratuitamente aos nossos leitores. Colabore conosco adicionando o http://www.ururau.com.br como exceção de sites permitidos.

Clique aqui e saiba como adicionar o Ururau como site permitido!

Já fiz isso Fechar aviso