Acusada de matar empresária em briga de trânsito vai a júri popular em Macaé

Facebook Whatsapp Twitter
Quarta-feira, 22 de janeiro de 2020
Anuncie no Ururau | Contato
Logo

Plantão Ururau

Marinha reforça buscas a menina desaparecida na praia do Farol

Equipes da Marinha do Brasil e  do Corpo de Bombeiros estão fazendo buscas na praia do Farol nesta terça-feira (21/01), a procura da menina KamilyRodrigues 7 anos, que foi levada pelo mar no último domingo (19). ... continuar lendo

Cidades

Acusada de matar empresária em briga de trânsito vai a júri popular em Macaé

Islay Pereira está presa no Presídio Feminino Nilza da Silva Santos, em Campos

Facebook Whatsapp Twitter

26/09/2018 às 12h21

Reprodução
Ministério Público, a defesa e a acusação da ré, além do corpo de jurados, que é formado por sete pessoas, participam do julgamento. Islay vai passar por júri popular

Compartilhe essa notícia!

Facebook Whatsapp Twitter

Teve início, nesta quarta-feira (26/09), no Fórum de Macaé, o julgamento de Islay Pereira Souza, acusada de matar a empresária Raquel Mello Mota, de 39 anos, com três golpes de estilete durante uma briga de trânsito no mesmo município, em novembro de 2017.

Ministério Público, a defesa e a acusação da ré, além do corpo de jurados, que é formado por sete pessoas, participam do julgamento. Islay vai passar por júri popular.

O CRIME

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

A acusada fugiu após a briga, mas se entregou à polícia cinco dias depois do crime e foi encaminhada ao Presídio Feminino Nilza da Silva Santos, em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense.

De acordo com as investigações, a acusada perseguiu Raquel até a entrada do condomínio onde a vítima morava e a atacou com um estilete.

Imagens de uma câmera de segurança mostram o momento da briga. Quando se entregou, a mulher disse ter agido em legítima defesa, segundo informações da Polícia Civil. O porteiro do condomínio afirmou em depoimento que foi a acusada quem agrediu primeiro a vítima.

Na decisão que determinou a prisão, o juiz Wycliffe de Melo Couto destacou a gravidade dos fatos. Raquel era casada e deixou uma filha de 13 anos.

Fonte: Redação/G1 Região dos Lagos

NOVIDADE!

Clique aqui e acesse o mais novo canal de Podcasts do Portal Ururau. Política, Economia, Esportes, Games, Inovação e muito mais você encontra no Ururau Podcast.

Estamos no Spotify, Apple Podcast, Google Podcast e Deezer. Assine já!



Aviso importante: a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash etc) do Portal Ururau não é permitida sem autorização e os devidos créditos e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismo de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com o Portal Ururau para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato através do email: parceria@ururau.com.br
Logo
Todos os direitos reservados - Ururau Copyright 2008 - 2016 Desenhado e programado por Jean Moraes

Poxa! Você usa bloqueadores de anúncios :(

Produzir matérias com qualidade demanda uma equipe competente e comprometida com o bom jornalismo. A publicidade é o único meio de viabilizar e manter nossos serviços ofertados gratuitamente aos nossos leitores. Colabore conosco adicionando o http://www.ururau.com.br como exceção de sites permitidos.

Clique aqui e saiba como adicionar o Ururau como site permitido!

Já fiz isso Fechar aviso