Homem apontado como chefe do tráfico é preso na Operação Guadalajara

Facebook Whatsapp Twitter
Terça-feira, 19 de março de 2019
Anuncie no Ururau | Contato
Logo

Cidades

Homem apontado como chefe do tráfico é preso na Operação Guadalajara

Uma balestra, uma arma, munições e dinheiro foram apreendidos na operação

Facebook Whatsapp Twitter Google+

14/03/2019 às 15h22

Ururau
A coletiva foi realizada no final da manhã desta quinta-feira (14/03) na Risp

Compartilhe essa notícia!

Facebook Whatsapp Twitter Google+
Um homem apontado pela Polícia Civil como chefe do tráfico do Parque Presidente Vargas foi preso na manhã desta quinta-feira (14/03), na segunda fase da Operação Guadalajara na área de Guarus. Emerson Jacinto Barcelos, conhecido como Esquilo. Além, dele outras pessoas foram presas e uma permanece foragida.

Emerson é citado por membros de uma facção criminosa em um vídeo gravado dentro de uma unidade prisional que circulou recentemente por aplicativos de mensagens instantâneas.

O Delegado titular da 146ª Delegacia de Guarus, Pedro Emílio concedeu uma coletiva no início da tarde destacando a segunda fase da operação Guadalajara é uma ação permanente de um projeto trazido pela Polícia Civil deste ano.

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

“Dentro da circunscrição de Guarus, onde busca reprimir o tráfico de drogas como um todo, principalmente aqueles homicídios decorrentes dessas rivalidades que de fato representa 80% das nossas estatísticas aqui na região e buscamos a redução dos índices”, explicou.

Na ação, foi encontrada uma arma branca que é diferenciada no tráfico. “A balestra é de rara apreensão, não é uma arma do maior potencial lesivo, não é uma arma de fogo, mas sem dúvida pode levar à morte de indivíduos, possuí total capacidade de causar graves danos”, destacou.

O Delegado Pedro Emílio, divulgou ainda dados que mostram que os números de homicídios em Guarus houve redução na ação conjunta entre as policias civil e militar.

“As ações vêm desde do início do ano rendendo frutos. Tivemos redução em fevereiro de 2/3 em relação ao número de janeiro e em março continuando até agora sem nenhum homicídio. Então, este é o fundamento principal dessas ações que vem sendo desempenhadas por ambas as instituições, pretendemos ir além, mantendo as operações.”, declarou.

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

Além de ter divulgado números de prisões referente ao mesmo trimestre do ano de 2018, comparando com este ano. “Tivemos oito prisões no ano passado, enquanto janeiro, fevereiro e março, já somamos 19 prisões dentro dessas operações. Esse número é o dobro do trimestre anterior em 15 dias do mês de março. Nos crimes de homicídios, foram 44 autores de homicídios responsabilizados no inquérito policial.

O comandante do 8º Batalhão da Polícia Militar (BPM), o tenente-coronel Rodrigo Ibiapina Chiaradia, destacou a importância da operação para diminuir a violência em Guarus.

“O mês de janeiro foi muito ruim para a segurança pública, onde foi registrado quinze homicídios, foram feitas várias reuniões para traçarmos estratégias. A Polícia Civil com as investigações, a Polícia Militar realocando o policiamento extensivo. Chegamos a um resultado bastante significativo.”, declarou o tenente-coronel.

Na operação foram apreendidos um revólver calibre 38, cinco munições do mesmo calibre, cerca de R$ 1 mil em espécie, dois telefones celulares e um relógio.

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

Um homem apontado pela Polícia Civil como chefe do tráfico do Parque Presidente Vargas foi preso na manhã desta quinta-feira (14/03), na segunda fase da Operação Guadalajara na área de Guarus. Emerson Jacinto Barcelos, conhecido como Esquilo. Além, dele outras pessoas foram presas e uma permanece foragida.

Emerson é citado por membros de uma facção criminosa em um vídeo gravado dentro de uma unidade prisional que circulou recentemente por aplicativos de mensagens instantâneas.

O Delegado titular da 146ª Delegacia de Guarus, Pedro Emílio concedeu uma coletiva no início da tarde destacando a segunda fase da operação Guadalajara é uma ação permanente de um projeto trazido pela Polícia Civil deste ano.

“Dentro da circunscrição de Guarus, onde busca reprimir o tráfico de drogas como um todo, principalmente aqueles homicídios decorrentes dessas rivalidades que de fato representa 80% das nossas estatísticas aqui na região e buscamos a redução dos índices”, explicou.

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

Na ação, foi encontrada uma arma branca que é diferenciada no tráfico. “A balestra é de rara apreensão, não é uma arma do maior potencial lesivo, não é uma arma de fogo, mas sem dúvida pode levar à morte de indivíduos, possuí total capacidade de causar graves danos”, destacou.

O Delegado Pedro Emílio, divulgou ainda dados que mostram que os números de homicídios em Guarus houve redução na ação conjunta entre as policias civil e militar.

“As ações vêm desde do início do ano rendendo frutos. Tivemos redução em fevereiro de 2/3 em relação ao número de janeiro e em março continuando até agora sem nenhum homicídio. Então, este é o fundamento principal dessas ações que vem sendo desempenhadas por ambas as instituições, pretendemos ir além, mantendo as operações.”, declarou.

Além de ter divulgado números de prisões referente ao mesmo trimestre do ano de 2018, comparando com este ano. “Tivemos oito prisões no ano passado, enquanto janeiro, fevereiro e março, já somamos 19 prisões dentro dessas operações. Esse número é o dobro do trimestre anterior em 15 dias do mês de março. Nos crimes de homicídios, foram 44 autores de homicídios responsabilizados no inquérito policial.

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

O comandante do 8º Batalhão da Polícia Militar (BPM), o tenente-coronel Rodrigo Ibiapina Chiaradia, destacou a importância da operação para diminuir a violência em Guarus.

“O mês de janeiro foi muito ruim para a segurança pública, onde foi registrado quinze homicídios, foram feitas várias reuniões para traçarmos estratégias. A Polícia Civil com as investigações, a Polícia Militar realocando o policiamento extensivo. Chegamos a um resultado bastante significativo.”, declarou o tenente-coronel.

Na operação foram apreendidos um revólver calibre 38, cinco munições do mesmo calibre, cerca de R$ 1 mil em espécie, dois telefones celulares e um relógio.

Fonte: Ururau


Aviso importante: a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash etc) do Portal Ururau não é permitida sem autorização e os devidos créditos e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismo de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com o Portal Ururau para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato através do email: parceria@ururau.com.br
Logo
Todos os direitos reservados - Ururau Copyright 2008 - 2016 Desenhado e programado por Jean Moraes

Poxa! Você usa bloqueadores de anúncios :(

Produzir matérias com qualidade demanda uma equipe competente e comprometida com o bom jornalismo. A publicidade é o único meio de viabilizar e manter nossos serviços ofertados gratuitamente aos nossos leitores. Colabore conosco adicionando o http://www.ururau.com.br como exceção de sites permitidos.

Clique aqui e saiba como adicionar o Ururau como site permitido!

Já fiz isso Fechar aviso