Justiça inocenta secretário de Itaperuna afastado por irregularidades em licitação

Facebook Whatsapp Twitter
Sábado, 17 de novembro de 2018
Anuncie no Ururau | Contato
Logo

Cidades

Justiça inocenta secretário de Itaperuna afastado por irregularidades em licitação

Facebook Whatsapp Twitter Google+

08/11/2018 às 13h53 08/11/2018 às 13h59

Divulgação
A decisão foi assinada em 30 de outubro, pelo desembargador Plínio Pinto Coelho Filho, relator do processo, mas só nesta semana a informação foi divulgada pelos advogados

Compartilhe essa notícia!

Facebook Whatsapp Twitter Google+
Após ser afastado do cargo de Secretário de Educação do município de Itaperuna por irregularidades em licitação de compra de material escolar, o Professor França Bombeiro, é inocentado das acusações pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro e autorizado a voltar a exercer o cargo público.

A decisão foi assinada em 30 de outubro, pelo desembargador Plínio Pinto Coelho Filho, relator do processo, mas só nesta semana a informação foi divulgada pelos advogados. Na decisão, o desembargador relata que “A materialidade das acusações deverá ser concreta, não podendo o autor da ação de improbidade pretender inverter o ônus da prova, eis que quem tem que provar que os réus são culpados são as provas materiais carreadas aos autos pelo autor da ação, que conduzem à certeza”, que, segundo o réu, não aconteceu. “Ninguém provou nada contra à minha pessoa. Meu nome foi jogado na lama, fui desmoralizado, sem ao menos ser ouvido pela justiça”, lamenta França.

No texto, o desembargador ainda critica a decisão do afastamento do secretário. “Tanto no processo disciplinar como na ação de improbidade administrativa não se deve julgar por presunção ou inverter o ônus da prova. Ajuizar a ação de improbidade sem elementos irrefutáveis é lamentável, pois é atirar lama no agente público, mesmo sem elemento de convicção, para após o Poder Judiciário sepultar tal ação temerária. É necessário um mínimo de indício de ilegalidade.” E ainda continua: “o acusador nada prova e nada exige do acusado que demonstra sua inocência. A meu ver, para que o ato contra a legalidade configure improbidade administrativa, imprescindível que o administrador tenha agido com má-fé, isto é, desonestamente, o que a toda evidência não veio de ocorrer na espécie.”

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

Em entrevista concedida, nesta manhã de ontem (07), com exclusividade para uma emissora de rádio da cidade, 103 FM, França se emocionou ao dizer que foram cinco longos meses difíceis, vendo jogado no chão os seus 40 anos que levou para construir o seu nome na cidade. “Tive que buscar ajuda médica. Não queria mais sair de casa. Isso afetou não só a mim mas toda a minha família e também amigos. Quem me conhece sabe que nunca tive meu nome envolvido em algo errado”, disse.

O desembargador ainda critica o sistema processual pela demora das ações.  “Essa proliferação de ações, muitas das vezes ilegítimas, não se encerra rapidamente, pois nosso sistema processual é extremamente perverso, com uma tramitação lenta, parece concebido para que o processo não termine, sangrando o réu da ação quase até a morte”, relatou.

Ao final da entrevista, França foi muito enfático em dizer para toda a região que o ouvia: “Eu não sou ladrão! Eu não roubei nada! E agora a justiça mostra prova isso.”

Professor França foi nomeado no último dia 31/10 como secretário de governo a convite do prefeito da cidade, Dr. Marcus Vinícius.

Fonte: Ascom


Aviso importante: a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash etc) do Portal Ururau não é permitida sem autorização e os devidos créditos e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismo de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com o Portal Ururau para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato através do email: parceria@ururau.com.br
Logo
Todos os direitos reservados - Ururau Copyright 2008 - 2016 Desenhado e programado por Jean Moraes

Poxa! Você usa bloqueadores de anúncios :(

Produzir matérias com qualidade demanda uma equipe competente e comprometida com o bom jornalismo. A publicidade é o único meio de viabilizar e manter nossos serviços ofertados gratuitamente aos nossos leitores. Colabore conosco adicionando o http://www.ururau.com.br como exceção de sites permitidos.

Clique aqui e saiba como adicionar o Ururau como site permitido!

Já fiz isso Fechar aviso