PF deflagra Operação Artrose em Campos e São João da Barra

Facebook Whatsapp Twitter
Segunda-feira, 19 de novembro de 2018
Anuncie no Ururau | Contato
Logo

Cidades

PF deflagra Operação Artrose em Campos e São João da Barra

Facebook Whatsapp Twitter Google+

16/05/2018 às 10h48 16/05/2018 às 15h02

Ururau
Quatro mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão temporária foram cumpridos em Campos e São João da Barra

Compartilhe essa notícia!

Facebook Whatsapp Twitter Google+
A Operação "Artrose" foi deflagrada pela Polícia Federal (PF), com o apoio da Coordenação de Inteligência Previdenciária (COINP), nesta quarta-feira (16/05). Quatro mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão temporária foram cumpridos em Campos e São João da Barra. A ação de combate a fraudes a benefícios por incapacidade no Norte Fluminense é um desdobramento da Operação "Cardiopatas", deflagrada no ano passado. 

O investigado preso, portador de artrose grave no joelho, era o integrante da organização criminosa responsável por submeter-se a exames médicos de imagem, fazendo-se passar pelos clientes da quadrilha, os quais não possuíam nenhuma doença ortopédica. Após a obtenção dos laudos dos exames ideologicamente falsos, a organização criminosa os utilizava nas perícias do INSS para obter benefícios por incapacidade fraudulentos.

OPERAÇÃO CARDIOPATAS

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

A ação contou com 120 policiais federais e 02 analistas de inteligência previdenciária, no cumprimento de 12 mandados de prisão preventiva, 03 de prisão temporária, 15 de busca e apreensão e 20 de condução coercitiva, nos municípios de Campos dos Goytacazes, São João da Barra, Italva e Casimiro de Abreu. 

Entre os investigados estão técnicos do seguro social, médicos peritos, médicos particulares, agenciadores de benefícios e cooptados. A denúncia oferecida pelo MPF já foi recebida pela 1° Vara Criminal do Rio de Janeiro, e os réus responderão pelos delitos de integrar organização criminosa, peculato, corrupção e estelionato previdenciário.

No curso da investigação foram comprovadas fraudes relacionadas a pelo menos 67 beneficiários de auxílio-doença e/ou aposentadoria por invalidez, gerando um prejuízo apurado de, no mínimo, R$11.385.441,76 à Previdência Social.

Fonte: Redação


Aviso importante: a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash etc) do Portal Ururau não é permitida sem autorização e os devidos créditos e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismo de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com o Portal Ururau para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato através do email: parceria@ururau.com.br
Logo
Todos os direitos reservados - Ururau Copyright 2008 - 2016 Desenhado e programado por Jean Moraes

Poxa! Você usa bloqueadores de anúncios :(

Produzir matérias com qualidade demanda uma equipe competente e comprometida com o bom jornalismo. A publicidade é o único meio de viabilizar e manter nossos serviços ofertados gratuitamente aos nossos leitores. Colabore conosco adicionando o http://www.ururau.com.br como exceção de sites permitidos.

Clique aqui e saiba como adicionar o Ururau como site permitido!

Já fiz isso Fechar aviso