Usina Canabrava volta a ser interditada pela ANP

Facebook Whatsapp Twitter
Terça-feira, 23 de outubro de 2018
Anuncie no Ururau | Contato
Logo

Cidades

Usina Canabrava volta a ser interditada pela ANP

Indústria foi interditada em novembro e funcionava através de liminar

Facebook Whatsapp Twitter Google+

27/07/2017 às 08h31 28/07/2017 às 15h17

Ururau
A usina vai ficar interditada por venda proibida e venda de produto sem origem comprovada

Compartilhe essa notícia!

Facebook Whatsapp Twitter Google+
A Agência Nacional do Petróleo (ANP) voltou a interditar nesta quarta-feira (26/07) a usina Canabrava, em São Francisco de Itabapoana por suspeita de vender etanol contaminado com metanol — extremamente tóxico.

Em novembro do ano passado, ao detectar a substância no etanol hidratado vendido em diversos postos no Rio de Janeiro, a ANP já havia interditado a usina de álcool, que voltou a funcionar mais tarde por força de liminar.

Segundo  o Jornal Extra uma fonte do setor, a decisão da Justiça de derrubar a liminar que garantia o funcionamento da usina, mesmo sendo a principal suspeita das fraudes, é baseada na investigação realizada pelo Programa de Monitoramento de Combustíveis da ANP, que identificou a presença de metanol em postos revendedores do Rio.

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

De acordo ainda com o Extra conforme o relatório da ANP, existem fortes indícios de que o produto tivesse sido distribuído pela Usina Canabrava, visto que a usina fornecia para as empresas distribuidoras onde foram encontradas as amostras adulteradas, como BR Distribuidora, Shell e Ipiranga.

A usina vai ficar interditada por venda proibida e venda de produto sem origem comprovada, disse a fonte. De acordo com ela, na primeira interdição, apesar de ter sido fechada por 30 dias por medida cautelar, a usina teria continuado a operar normalmente.

Em nota a assessoria da Canabrava informou:  A Usina Canabrava não tem conhecimento sobre a suposta interdição e aguarda notificação sobre novas decisões que a ANP tenha tomado a respeito da empresa para avaliar as medidas cabíveis. A companhia esclarece ainda que o único processo judicial do qual tem conhecimento, envolvendo a empresa e a ANP, analisa as informações da companhia sobre vendas de combustíveis realizadas em dezembro de 2016. A companhia já está colaborando com as autoridades e prestando todos os esclarecimentos necessários.”

Fonte: Extra


Aviso importante: a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash etc) do Portal Ururau não é permitida sem autorização e os devidos créditos e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismo de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com o Portal Ururau para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato através do email: parceria@ururau.com.br
Logo
Todos os direitos reservados - Ururau Copyright 2008 - 2016 Desenhado e programado por Jean Moraes

Poxa! Você usa bloqueadores de anúncios :(

Produzir matérias com qualidade demanda uma equipe competente e comprometida com o bom jornalismo. A publicidade é o único meio de viabilizar e manter nossos serviços ofertados gratuitamente aos nossos leitores. Colabore conosco adicionando o http://www.ururau.com.br como exceção de sites permitidos.

Clique aqui e saiba como adicionar o Ururau como site permitido!

Já fiz isso Fechar aviso