Juiz vira alvo do CNJ por pedir até foto de biquíni a estagiária

Facebook Whatsapp Twitter
Sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019
Anuncie no Ururau | Contato
Logo

Estado RJ

Juiz vira alvo do CNJ por pedir até foto de biquíni a estagiária

Facebook Whatsapp Twitter Google+

06/02/2019 às 12h27

Gil Ferreira / Agência CNJ
As denúncias foram feitas pelo Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro

Compartilhe essa notícia!

Facebook Whatsapp Twitter Google+
Pedidos de encontro e até de fotos de biquíni de estagiária levaram o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) a decidir afastar e abrir processo administrativo disciplinar contra o juiz Glicério de Angiólis Silva. O magistrado é acusado de assédio sexual e moral nas comarcas de Miracema e Laje de Muriaé, interior do estado. 

As denúncias foram feitas pelo Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro (Sind-Justiça), em 2016, mas arquivada pelo Tribunal de Justiça.  De acordo com o processo, o juiz era alvo de dez acusações, entre elas, falta de urbanidade com advogados e servidores, remoção irregular de servidores, além de assédio sexual contra duas estagiárias.

Para a conselheira Iracema do Vale é preciso aprofundar as investigações. Ela ressaltou que há divergências entre a forma como o TJRJ descreve a conduta do juiz, baseado em determinados depoimentos que afastam a sua irregularidade, e a forma descrita pelas Corregedorias do tribunal do Rio e do CNJ. 

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

“Inadmissível que um magistrado, investido regularmente de suas funções jurisdicionais, venha a portar-se de forma censurável, ainda mais em seu local de trabalho. Espera-se moderação, equilíbrio e sobriedade para a preservação da autoridade do cargo”, enfatizou.

Em um dos depoimentos, uma estagiária foi taxativa ao relatar "que, em determinada ocasião, enquanto se discutia a divisão normal de tarefas, o Magistrado, ao final pediu uma foto de biquíni (...), o que foi recusado; (...)”.

 

 

Fonte: O Dia


Aviso importante: a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash etc) do Portal Ururau não é permitida sem autorização e os devidos créditos e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismo de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com o Portal Ururau para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato através do email: parceria@ururau.com.br
Logo
Todos os direitos reservados - Ururau Copyright 2008 - 2016 Desenhado e programado por Jean Moraes

Poxa! Você usa bloqueadores de anúncios :(

Produzir matérias com qualidade demanda uma equipe competente e comprometida com o bom jornalismo. A publicidade é o único meio de viabilizar e manter nossos serviços ofertados gratuitamente aos nossos leitores. Colabore conosco adicionando o http://www.ururau.com.br como exceção de sites permitidos.

Clique aqui e saiba como adicionar o Ururau como site permitido!

Já fiz isso Fechar aviso