USP divulga pesquisa sobre resistência de carrapato bovino a pesticida

Facebook Whatsapp Twitter
Terça-feira, 18 de dezembro de 2018
Anuncie no Ururau | Contato
Logo

Saúde

USP divulga pesquisa sobre resistência de carrapato bovino a pesticida

A substância é a ivermectina, uma das drogas mais usadas no combate às infestações por carrapato

Facebook Whatsapp Twitter Google+

08/10/2018 às 11h49 08/10/2018 às 11h50

Reprodução
A meta do estudo foi identificar quais proteínas teriam papel predominante na desintoxicação da ivermectina

Compartilhe essa notícia!

Facebook Whatsapp Twitter Google+
Um estudo de pesquisadores do Departamento de Genética e Biologia Evolutiva do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo e do Instituto de Pesquisas Veterinárias Desidério Finamor, em Eldorado do Sul (RS), identificou mecanismos de resistência do carrapato bovino à ação da ivermectina, uma das drogas mais usadas no combate às infestac?o?es por carrapato.

A pesquisa foi feita com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

De acordo com a pesquisadora Tatiana Teixeira Torres, vários mecanismos podem estar envolvidos na resistência do no carrapato bovino à ivermectina, incluindo a capacidade fisiológica de desintoxicar ou tolerar substâncias tóxicas. Os mecanismos metabólicos da desintoxicação são mediados por famílias de enzimas e também por proteínas específicas, escolhidos pelo processo da seleção natural, disse Tatiana.

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

O trabalho mostrou que os carrapatos que não contavam com a ação de tais enzimas e proteínas morriam em presença da ivermectina. Já aqueles que produziram essas substâncias sobreviveram e produziram mais descendentes, que acabaram por formar as linhagens resistentes. A meta do estudo foi identificar quais proteínas teriam papel predominante na desintoxicação da ivermectina em uma linhagem multirresistente do carrapato bovino.

Segundo a Fapesp, para testar a influência de tais proteínas na resistência, os pesquisadores usaram inibidores específicos para cada uma das famílias proteicas e compararam as taxas de mortalidade em tratamentos com ivermectina na presença e na ausência dos inibidores.

"Tal conhecimento pode auxiliar na busca de novas estratégias para lidar com a resistência à ivermectina no campo. Por exemplo, os inibidores testados, ou outras moléculas de efeito análogo, poderiam ser introduzidos em formulações comerciais de ivermectina”, disse Tatiana.

De acordo com a Fapesp, os prejuízos da pecuária com parasitas externos (que se instalam fora do corpo do hospedeiro), como o carrapato bovino, chegam a US$ 3,2 bilho?es ao ano (23,2%). A mosca-dos-chifres provoca perda de US$ 2,5 bilhões (18,3%), enquanto o berne, a mosca-da-bicheira e a mosca-dos-estábulos causam prejuízo estimado em US$ 1 bilhão (7,5%).

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

“A infestação ocorre no momento em que o carrapato se alimenta com sangue do animal. É quando o inseto inocula substa?ncias anti-hemosta?ticas, anti-inflamato?rias e imunomodulato?rias contidas em sua saliva. Essas substâncias modificam a fisiologia no local da picada, causando perda de sangue, reduc?a?o na imunidade do hospedeiro e irritação. O estresse do animal causado pelas infestac?o?es conduz a? interrupc?a?o da alimentac?a?o e, consequentemente, a? perda de peso e a? reduc?a?o da fertilidade”, explicou Tatiana.

O controle do carrapato bovino e? feito com a aplicac?a?o de pesticidas, o que conduz, invariavelmente, a? selec?a?o de linhagens resistentes. Hoje, no Brasil, o carrapato bovino apresenta resistência, em maior ou menor grau, a todos os pesticidas comerciais empregados no controle da praga.

Fonte: Agência Brasil



Aviso importante: a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash etc) do Portal Ururau não é permitida sem autorização e os devidos créditos e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismo de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com o Portal Ururau para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato através do email: parceria@ururau.com.br
Logo
Todos os direitos reservados - Ururau Copyright 2008 - 2016 Desenhado e programado por Jean Moraes

Poxa! Você usa bloqueadores de anúncios :(

Produzir matérias com qualidade demanda uma equipe competente e comprometida com o bom jornalismo. A publicidade é o único meio de viabilizar e manter nossos serviços ofertados gratuitamente aos nossos leitores. Colabore conosco adicionando o http://www.ururau.com.br como exceção de sites permitidos.

Clique aqui e saiba como adicionar o Ururau como site permitido!

Já fiz isso Fechar aviso