Segunda-feira, 10 de agosto de 2020
Anuncie no Ururau | Contato
Logo

Plantão Ururau

Dois homens assassinados na noite deste domingo em Campos

Dois homens foram assassinados na noite deste domingo (09/08), próximo ao Ciep Wilson Batista na Avenida Campista, no Parque Guarus, em Campos. Equipes do Corpo de Bombeiros estiveram no local, mas os homens já estavam sem vida. Ainda não há informações dos nomes das vítimas.. Policiais Militares estão no local que já foi isolado. Não há informações da motivação e autoria dos homicídios.. ... continuar lendo

Saúde & Negócios

Anderson Esteves

Aos empreendedores do ramo, combater a inadimplência é um desafio à escola!

22/06/2020 às 10h49

Divulgação
Reafirmando que todos estamos sofrendo neste momento
A Pandemia trouxe momentos difíceis para todos, inclusive no que diz respeito à Educação Regular e Formal Pública ou Particular. Embora a Educação tenha sido garantida como um direito social pela Constituição Federal, em seu Art. 6º, é permitido nesse país que o serviço educacional seja comercializado por instituições privadas, respeitando todas as legislações, LDB e Portarias do MEC.

Reafirmando que todos estamos sofrendo neste momento, sem culpabilização de ambos (colégio/escola privada e pais/responsáveis), é urgente e necessário equalizar e equilibrar o contrato de prestação de serviços educacionais!A Pandemia não pode ser um motivo para que a unidade escolar privadaoferte precariamente ou ausente sua prestação dos serviços educacionais. Outro fato importante, é a economia nas despesas fixas, variáveis e de RH devido à ausência de alunos, professores e demais profissionais presencialmente no estabelecimento.

Em Março, na última quinzena, as escolas inverteram as férias regulares de Julho. Então, todos os clientes/responsáveis financeiros sabemque em Julho, haverá aulas:alteração simples de entender. Embora existam situações que precisam ser melhores definidas, elucidadas e alinhadas. Preparei um Top 10 para ajudar:

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

1. Planejamento: A mudança no planejamento político pedagógico com a inclusão do ensino EAD, ainda que, não exista previsão de retorno às aulas presenciais, exige um plano de ação com objetivos e metas definidos, aprovado pelo órgão competente. Indico que, este documento na íntegra, com esclarecimentos, preceituando como se dará o serviço contratado, deve ser disponibilizado aos pais/clientes/responsáveis financeiros. Quando este documento estiver disponível,os clientes podem avaliar se oseuinvestimento educacional continua satisfatório diante a prática pedagógica escolhida.

2. Disciplinas/Matérias Regulares: Não é interessante deixar os discentes sem aulas que são fundamentais para seu desenvolvimento, como por exemplo aulas de Educação Física ou de Artes, as quaisnão são disciplinas eletivas para o Ensino Fundamental, e sim obrigatórias diante as Leis de Diretrizes e Bases da Educação. Cumprir todas as cargas horárias previstas em todas as disciplinas regulares é essencial para manter a qualidade do ensino.

3. Metodologia:As aulas online não podem perder a eficiência didática, os educadores não podem ‘correr’ para habilitar conteúdos (aos quais não são apreendidos pelos alunos) e nem alegar a falta de tempo na Pandemia. Atenção quanto a forma de aplicação nunca foi tão requisitado pelos alunos do Ensino Fundamental, que assistem a artistas das redes sociais por horas a fio e aprendem infinidades de conteúdo. Uma dica importante: reinvente-se na arte de ensinar! Tudo conta: a roupa usada para atrair os/as pupilos/as; o ambiente da aula, bem como a iluminação, cores e informação que deseja passar; os sons que extrapolam o microfone; o uso do chat como promoção da escrita; tenha vídeos, músicas, gincanas, concretos e jogos para divertir e aprender; uma plataforma e/ou sistema educacional interativo, intuitivo e investigativo; e, até mesmo o equipamento utilizado, seja celular, tablet, notebook ou PC. É fato esclarecer que o uso de plataformas gratuitas, contarão financeiramente mais à frente.

4. Avaliação:O sistema avaliativo vem sendo discutido pelos cientistas da Educação há algum tempo. Se com aulas presenciais, esse quesito deve ser aplicado com cuidado e com olhar subjetivo, imaginemos online, em tempos de Pandemia! Assim, é necessário pensar que a avaliação qualitativa é mais importante do que a quantitativa. Até mesmo a avaliação precisa ser diversificada, lúdica e transversal.

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

5. Línguas:O ensino de línguas estrangeirasnão podem sofrer descaso frente as demais disciplinas, pois ocupam seu devido lugar de importância. As/os educadores tem recursos cada vez mais variados com o uso da web para atrair os/as discentes à paixão em se tornarem bilingues.

6. Empatia: A Pandemia assusta a todos: não tem faixa etária, classe social, religião ou etnia. Contudo, a nobreza da missão do/a educador/a na transmissão da tranquilidade para superação é imprescindível. Chamado a assistir algumas aulas online, pude observar muitas questões bacanas, embora tenha notado ainda, na maioria, a falta de atenção e comunicação, uma seriedade eminente e exacerbada com a turma, comoos/as professores/as precisam de ajuda para a superação do momento. A sobrecarga humana, redução dos salários, a reinvenção profissional, o aumento de gastos com luz e internet como resultado do home office são fatores que precisam de foco das unidades escolares. Ter um RH ou um profissional especializado que produza uma escuta técnica fará toda a diferença para a saúde.Percebi ainda, que as crianças sentem uma sobrecarga e um desejo que a aula termine antes de 45 minutos. Está sendo mais exaustivo que uma partida de futebol para o jogador! Precisam colocar dinamismo, encharcar de alegria e em resumo: fazer a diferença.

7. Comunicação:A escola precisa respondercom prazo mais curto aos pais/responsáveis, preservando a relação entre cliente-produto, mostrando, principalmente, eficácia na sua forma de dirimir quaisquer situações. Não deixe seu cliente a espera de uma resposta demorada, sem contato telefônico, na frieza de e-mails e mensagens instântaneas. Como regra da comunicação, sempre haverá ruídos que precisarão buscar a clareza nos objetivos, negociar as relações e nos métodos e solucionar sempre. A unidade escolar é espaço de viabilidade, de troca de conhecimento, de ajustes e de atenção sempre ao discente que está em aprendizado.

8. Planilha de Despesas:É direito do consumidor saber o que está incorporado na mensalidade escolar. É dever do fornecedor, informar detalhadamente o que está sendo cobrado, prestando informação sobre sua estrutura, normalmente no ato da matrícula ou na equilibração do contrato por fatos fortuitos (pandemia). Essa planilha de custos constitui base econômica para formulação das mensalidades, e quando há uma pandemia, é necessário ser revista pelo consumidor. Mesmo diante de muitas discussões travadas diante da legalidade de um possível desconto horizontal, uma dica que dou é que o administrador escolar, junto à Contabilidade, elaborem uma planilha resumida, simples de ser entendida, com pontos-chaves, sem expor nomes de outros pais ou discentes, somente contendo números e descrição, fazendo ainda um panorama pré e pós-pandemia, principalmente quanto aos valores de investimento realizado neste momento: estúdio, editores de áudio e vídeo, técnicos de informática, plataforma etc. Outra dica é que a unidade de ensino precisa se preparar para os questionamentos, pois a era do conhecimento e tecnologia não permite enganos ou descuidos com a informação.

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

9. Desconto: Embora a legislação não determine um desconto específico, entende-se que, como diz o Professor Mestre Anderson Schreiber em entrevistas disponíveis online e artigos científicos, quando houver aulas práticas contratadas, por exemplo, e as mesmas não são oferecidas, por quaisquer motivos, entre eles a pandemia, deve ser negociado um desconto no que tange a boa-fé da relação, além de ser direito do consumidor a revisão do contrato, sem arbitrariedade da porcentagem. Outra questão, é com relação as unidades de ensino que mantém relação jurídica de associação, sendo simpático e coerenterealizar descontos comerciais, cativando seus clientes (pais/responsáveis), mesmo quejá sejam isentos de diversos impostos e tributos, já conceda bolsas de estudo acima de 50%, como é previsto em legislações, em que uma profissional de Serviço Social com habilidades e conhecimentos técnicos pode avaliar e realizar parecer social para concessão destas bolsas de estudo, solicitando vários documentos pessoais sob sigilo ético e realizando visitas domiciliares se necessário. Sobre o assunto de desconto, uma dica importante é fazer um atendimento de excelência preservando as relações comerciais com o seu cliente.

10. Aluno: Sendo a peça mais importante desse quebra-cabeça, o deixei para a conclusão. É necessário desafogar a corda do cabo de guerra! Aliviar a tensão! Empatizar-se! Pois o cancelamentodo contrato, a inadimplência, a retenção do material didático só vão agravar a transferência do conhecimento. O que não é o objetivo de nenhuma das partes diante as vicissitudes. Os “três” lados da moeda precisam ser considerados, o escutar precisa ser maior que o ouvir, sendo importante estabelecer uma relação ganha-ganha. Os pais (na maioria MÃES) estão, neste momento, contribuindo incessantemente, para além da constituição dos valores morais, respeito, cumprimento etc, estão ensinando Português e Matemática, e ainda estudar para mais esta função, pelo amor dos seus filhos/as.

Aos empreendedores do ramo, combater a inadimplência é um desafio à escola! O tema de cooperar para negociar responde aos princípios da boa relação pais-escola.Lembrando que, a escola pode se negar a matricular um aluno que apresente inadimplência, mas não se deve suspender a entrega do material podendo ser considerado constrangimento ao aluno causando danos pedagógicos, com base no Art 6º da Lei de Mensalidade Escolar. Inclusive, no que tange a obrigatoriedade da compra do material escolar e livros na escola, a exigência deste pagamento pode configurar venda casada, sendo abominável pelo Direito do Consumidor. Algumas letras legais ainda insistem em diferenciar a retenção do material por ausência do pagamento da mensalidade e a retenção do material pela falta do seu pagamento.

Outro fato importante é que o aluno não pode ser privado de acompanhar as aulas por falta de pagamento das mensalidades. Além de ser terminantemente proibido a retenção documental dos alunos inadimplentes, sendo considerada prática abusiva. E mais, a escola precisa ter toda cautela ao comunicar o inadimplemento ao responsável devido ao alto risco de ser condenada.

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

Sabendo que muitas unidades escolares cumprem com todo o contrato assinado anteriormente a este momento conturbado, com criatividade, qualidade e interesse pelo aluno e pelos responsáveis;a estas, é preciso que se continue o pagamento na íntegra; excetuando casos de desempregos, doenças diversas, COVID-19 etc., estes casos sim, devem ser avaliados individualmente, com necessidades até mesmo de descontos maiores.

Para encerrar, é necessário visualizar uma luz no fim do túnel, é necessário sairmos desta pandemia melhores do que entramos, é necessário aprender que as estratégias criativas e empreendedorísticas podem ser variadas, e por fim, que o vírus nos torne mais humanos, contraindo-o ou não!

 


+ NOTÍCIAS

Aviso importante: a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash etc) do Portal Ururau não é permitida sem autorização e os devidos créditos e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismo de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com o Portal Ururau para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato através do email: parceria@ururau.com.br
Logo
Todos os direitos reservados - Ururau Copyright 2008 - 2016 Desenhado e programado por Jean Moraes

Poxa! Você usa bloqueadores de anúncios :(

Produzir matérias com qualidade demanda uma equipe competente e comprometida com o bom jornalismo. A publicidade é o único meio de viabilizar e manter nossos serviços ofertados gratuitamente aos nossos leitores. Colabore conosco adicionando o http://www.ururau.com.br como exceção de sites permitidos.

Clique aqui e saiba como adicionar o Ururau como site permitido!

Já fiz isso Fechar aviso