Dívidas pessoais atormentam a vida dos servidores que ''recebem'' por RPA

Facebook Whatsapp Twitter
Domingo, 23 de fevereiro de 2020
Anuncie no Ururau | Contato
Logo

Cidades

Dívidas pessoais atormentam a vida dos servidores que ''recebem'' por RPA

Facebook Whatsapp Twitter

29/01/2020 às 12h10 29/01/2020 às 18h02 Aline Mendes

Ururau
Trabalhadores informam que não tem nenhuma previsão de pagamento.

Compartilhe essa notícia!

Facebook Whatsapp Twitter

Funcionários que recebem por meio de Recibo de Pagamento Autônomo (RPA) da Prefeitura de Campos estão revoltados com o atraso do pagamento há mais de três meses.

Segundo informações de um dos servidores público que preferiu não se identificar, “As dividas não param de chegar, eu estou devendo plano de saúde da família, fazendo empréstimos para pagar as contas e os juros acabam sendo enormes depois, falta dinheiro para comprar comida e eu estou com minha energia elétrica a ponto de ser cortada, pois já me notificaram”, desabafou o servidor.

Ainda de acordo com eles, o pagamento ainda não foi liberado e não tem previsão de receber. O atraso está proporcionando medo, angustia e até depressão em alguns servidores. “Estamos muito preocupados com as dividas, vamos dormir com a esperança que vamos receber no outro dia, porém, ao acordar o pesadelo continua, como comprar alimentos, remédios, pagar contas como água, luz, plano de saúde, IPVA, IPTU, entre outras dividas. A situação está insustentável.”, disse o servidor.

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

Em nota a Prefeitura informou: A Prefeitura de Campos continua refazendo seu planejamento para retomar pagamentos prioritários, entre eles, os dos trabalhadores por Recibo de Pagamento Autônomo (RPA). Em função da determinação da justiça para o pagamento do 13° dos servidores em dezembro, janeiro e fevereiro, foi necessário alterar o cronograma. "Diante do quadro financeiro do Município, tínhamos programado o pagamento do 13º salário nos meses de fevereiro e maio. Porém, diante da decisão judicial, esta programação teve que ser revista. Nosso foco é cumprir a decisão judicial. E, ainda assim, tem que contar com entrada de recursos" destacou o secretário municipal de Fazenda, Leonardo Wigand. Somente em 2019, as perdas de receitas oriundas do petróleo totalizaram R$ 211 milhões.

Fonte: Ururau

NOVIDADE!

Clique aqui e acesse o mais novo canal de Podcasts do Portal Ururau. Política, Economia, Esportes, Games, Inovação e muito mais você encontra no Ururau Podcast.

Estamos no Spotify, Apple Podcast, Google Podcast e Deezer. Assine já!



Aviso importante: a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash etc) do Portal Ururau não é permitida sem autorização e os devidos créditos e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismo de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com o Portal Ururau para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato através do email: parceria@ururau.com.br
Logo
Todos os direitos reservados - Ururau Copyright 2008 - 2016 Desenhado e programado por Jean Moraes

Poxa! Você usa bloqueadores de anúncios :(

Produzir matérias com qualidade demanda uma equipe competente e comprometida com o bom jornalismo. A publicidade é o único meio de viabilizar e manter nossos serviços ofertados gratuitamente aos nossos leitores. Colabore conosco adicionando o https://www.ururau.com.br como exceção de sites permitidos.

Clique aqui e saiba como adicionar o Ururau como site permitido!

Já fiz isso Fechar aviso