Nova variante de aftosa descoberta na África 

Facebook Whatsapp Twitter
Quinta-feira, 21 de outubro de 2021
Anuncie no Ururau | Contato
Logo

Rural

Nova variante de aftosa descoberta na África 

O ministro disse que a nova cepa foi detectada no início de agosto pela primeira vez

Facebook Whatsapp Twitter

25/09/2021 às 09h16 Redação

Divulgação
O ministro disse que a nova cepa foi detectada no início de agosto pela primeira vez

Compartilhe essa notícia!

Facebook Whatsapp Twitter

O Ministro da Agricultura da Namíbia, Carl Schlettwein, relatou a detecção de uma nova cepa da febre aftosa no país, que infectou milhares de cabeças de gado. A doença viral, que causa lesões em bovinos, ovinos e outros animais, mas não afeta as pessoas, foi detectada pela primeira vez em maio na região do Zambeze, que faz fronteira com a vizinha Zâmbia. 

Mas, apesar das altas vacinações nos rebanhos afetados, as autoridades preocupadas observaram que as taxas de infecção permaneceram altas e decidiram investigar mais. "É importante ressaltar que o novo sorotipo O da febre aftosa também causa casos clínicos em cabras e ovelhas e pode propagar a doença a outros animais suscetíveis", disse o ministro Carl Schlettwein em um comunicado. 

O ministro disse que a nova cepa foi detectada no início de agosto pela primeira vez no país da África Austral, acrescentando que as investigações descobriram que ela foi introduzida no país a partir da Zâmbia através do movimento ilegal de gado através da fronteira. 

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

Schlettwein alertou que as exportações de carne da Namíbia, que pode exportar carne para a China, UE e Estados Unidos, podem ser afetadas pelo último surto. “Também afetará negativamente os acordos comerciais que a Namíbia assinou recentemente com países, como Gana, sobre a exportação de carnes e derivados”, disse. 

Em Angola, uma cepa também foi identificada. "Para evitar o alastramento da doença em Angola, que pode provocar danos incalculáveis à saúde humana e financeira ao Estado, as administrações municipais do Rivungo, Dirico, Calai e Cuangar estão orientadas  a travar a circulação de animais entre a Namíbia, Angola e a Zâmbia”, disse Victorino Filipe, ministro da Agricultura do país.  

Fonte: Agrolink

NOVIDADE!

Clique aqui e acesse o mais novo canal de Podcasts do Portal Ururau. Política, Economia, Esportes, Games, Inovação e muito mais você encontra no Ururau Podcast.

Estamos no Spotify, Apple Podcast, Google Podcast e Deezer. Assine já!



Aviso importante: a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash etc) do Portal Ururau não é permitida sem autorização e os devidos créditos e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismo de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com o Portal Ururau para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato através do email: parceria@ururau.com.br
Logo
Todos os direitos reservados - Ururau Copyright 2008 - 2016 Desenhado e programado por Jean Moraes

Poxa! Você usa bloqueadores de anúncios :(

Produzir matérias com qualidade demanda uma equipe competente e comprometida com o bom jornalismo. A publicidade é o único meio de viabilizar e manter nossos serviços ofertados gratuitamente aos nossos leitores. Colabore conosco adicionando o https://www.ururau.com.br como exceção de sites permitidos.

Clique aqui e saiba como adicionar o Ururau como site permitido!

Já fiz isso Fechar aviso