Produção própria de energia solar no Rio de Janeiro cresce 14%

Facebook Whatsapp Twitter
Domingo, 26 de setembro de 2021
Anuncie no Ururau | Contato
Logo

Rural

Produção própria de energia solar no Rio de Janeiro cresce 14%

Facebook Whatsapp Twitter

29/07/2021 às 17h45 Redação

reprodução
Região possui 251 megawatts nas residências, comércios, indústrias, propriedades rurais

Compartilhe essa notícia!

Facebook Whatsapp Twitter

A geração própria de energia solar no estado Rio de Janeiro cresceu 14% em termos de potência instalada em telhados e pequenos terrenos nos últimos 30 dias. A região saltou de 220 megawatts (MW) de capacidade em abril para 251 MW em maio, o que fez o território fluminense subir uma posição no ranking nacional da modalidade.
 
O mapeamento foi feito pela Win Energias Renováveis, distribuidora de equipamentos fotovoltaicos com sede no Rio de Janeiro e pertencente ao Grupo All Nations, com base nos dados da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR) e da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).
 
O crescimento da energia solar no território fluminense fez o estado subir uma posição no ranking nacional da ABSOLAR, saindo da oitava posição em abril para a sétima colocação em maio, ficando atrás de Minas Gerais, São Paulo, Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Goiás e Paraná.     

Os 251 MW em operação nas residências, comércios, indústrias, propriedades rurais e prédios públicos do Rio de Janeiro representam 4,3% de toda a produção nacional da fonte fotovoltaica na geração própria de energia, que hoje possui 5,9 mil MW, um terço da capacidade de Itaipu.
 
Para Camila Nascimento, diretora da Win Energias Renováveis e coordenadora estadual da ABSOLAR no Rio de Janeiro, a tecnologia fotovoltaica representa um enorme potencial de desenvolvimento sustentável. “Trata-se de uma fonte que promove crescimento econômico e social para os fluminenses, com geração de emprego e renda, atração de investimentos privados e colaboração no combate às mudanças climáticas”, comenta.
 
Segundo a executiva, a construção de um marco legal para a geração própria de energia no Brasil, conforme propõe o Projeto de Lei (PL) 5829/2019, atualmente em debate na Câmara dos Deputados, é o melhor caminho para afastar o risco de retrocesso à fonte solar e demais renováveis utilizadas em telhados, fachadas e pequenos terrenos no País.
 
“Por isso, é fundamental o apoio da sociedade organizada e das empresas locais, no sentido de estabelecer um arcabouço legal transparente, justo e que reconheça os benefícios da energia solar na geração própria no País”, acrescenta Camila.
 

Fonte: Agrolink

NOVIDADE!

Clique aqui e acesse o mais novo canal de Podcasts do Portal Ururau. Política, Economia, Esportes, Games, Inovação e muito mais você encontra no Ururau Podcast.

Estamos no Spotify, Apple Podcast, Google Podcast e Deezer. Assine já!



Aviso importante: a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash etc) do Portal Ururau não é permitida sem autorização e os devidos créditos e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismo de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com o Portal Ururau para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato através do email: parceria@ururau.com.br
Logo
Todos os direitos reservados - Ururau Copyright 2008 - 2016 Desenhado e programado por Jean Moraes

Poxa! Você usa bloqueadores de anúncios :(

Produzir matérias com qualidade demanda uma equipe competente e comprometida com o bom jornalismo. A publicidade é o único meio de viabilizar e manter nossos serviços ofertados gratuitamente aos nossos leitores. Colabore conosco adicionando o https://www.ururau.com.br como exceção de sites permitidos.

Clique aqui e saiba como adicionar o Ururau como site permitido!

Já fiz isso Fechar aviso