Domingo, 22 de abril de 2018
Anuncie no Ururau | Contato
Logo

Clube de Astronomia

Louis Cruls

Estrelas alegres luzindo caminhos perfumados..

26/03/2018 às 08h45 E ATUALIZADO: 26/03/2018 às 11h48

Reprodução

Olá!!! Olhando para o céu noturno, vemos estrelas com brilhos distintos. No reconhecimento das estrelas pelo seu brilho, muitas vezes, usamos popularmente o conceito de grandeza associado a luminosidade aparente das estrelas. Estrelas de primeira grandeza... De segunda grandeza... Essa classificação, realizada por comparação entre o brilho aparente das estrelas, foi elaborada há muitos anos. Hiparco foi um matemático e astrônomo da Grécia Antiga, muito pouco se sabe sobre a sua vida. Viveu, provavelmente, no período de 190 A.C. a 120 A.C.

Desenvolveu um catálogo com informações sobre cerca de 850 estrelas. Não temos acesso a esse catálogo. Ptolomeu o utilizou como base para o seu catálogo de estrelas no “Almagesto”. Hiparco classificou as estrelas pelo seu brilho aparente. Foi a primeira vez que um tipo de classificação como essa havia sido utilizada. As estrelas foram agrupadas pelo seu brilho em seis classes. Seis grandezas, foi o termo utilizado. A classificação das estrelas foi feita a partir de observações realizadas a olho nu.

As estrelas que surgiam primeiro após o pôr-do-Sol foram classificadas como de primeira grandeza. As estrelas que surgiam depois foram classificadas como sendo de segunda grandeza. E assim por diante, até o grupo de estrelas com menor brilho que possibilitasse a sua observação. Esse grupo foi classificado como sendo de sexta grandeza. Era o limiar da observação a olho nu. 

Com a utilização de instrumento de observação é possível observar astros que não são visíveis a olho nu. Dessa forma se tornou necessário o desenvolvimento de um sistema mais preciso de determinação do brilho aparente das estrelas. Utiliza-se hoje, academicamente, o conceito de magnitude aparente. A base, porém, é a mesma da utilizada pioneiramente por Hiparco. As definições continuam sendo feitas pela comparação entre o brilho aparente dos astros. Com os modernos instrumentos disponíveis para a observação a cada dia observamos astros com menor brilho aparente. 

As estrelas brilham no céu... As gentes brilham na Terra... Todas com a mesma necessidade de pão, saúde e alegria... Em algum momento uma gente entre as gentes se destaca com um brilho mais intenso... Resultado da contribuição de cada uma das gentes solidárias. Cedendo um pouco de sua luz...
Céu limpo para todos...

 

Marcelo de Oliveira Souza

 

 

+ NOTÍCIAS

Aviso importante: a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash etc) do Portal Ururau não é permitida sem autorização e os devidos créditos e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismo de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com o Portal Ururau para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato através do email: parceria@ururau.com.br
Logo
Todos os direitos reservados - Ururau Copyright 2008 - 2016 Desenhado e programado por Jean Moraes

Poxa! Você usa bloqueadores de anúncios :(

Produzir matérias com qualidade demanda uma equipe competente e comprometida com o bom jornalismo. A publicidade é o único meio de viabilizar e manter nossos serviços ofertados gratuitamente aos nossos leitores. Colabore conosco adicionando o http://www.ururau.com.br como exceção de sites permitidos.

Clique aqui e saiba como adicionar o Ururau como site permitido!

Já fiz isso Fechar aviso