Segunda-feira, 20 de agosto de 2018
Anuncie no Ururau | Contato
Logo

Diálogo

Guido Mendes

Quando a desgraça de um povo é a sua maior riqueza

30/05/2018 às 10h08

Antes de começar esse texto fiz uma oração para Nossa Senhora do óleo Diesel para que eu não cometesse nenhum desatino e nenhuma injustiça. Afinal, o excesso de informação, muitas vezes nos condena à falta de clareza.

Vamos aos fatos. No dia 21 de maio, os caminhoneiros do país começaram a paralisação que desencadeou uma crise política sem precedentes no Governo Michel Temer. Nem mesmo, as malas de dinheiro e 52 milhões de reais em um apartamento de Salvador foram capazes de alertar ao povo brasileiro, o quão nefasto é o nosso poder central.

Mas, de uma hora para outra, coxinhas, mortadelas, intervencionistas, intelectuais de boteco, jornalistas Chapa Branca e Marrom, parlamentaristas e outros istas se juntaram no slogam “ somos todos caminhoneiros”.

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

Com a falta de traquejo político e competência administrativa, Michel Temer viu seus principais aliados até então, servi-lo numa bandeja para um Brasil desesperado pelos efeitos da paralisação. A batata esquentou e o preço foi às alturas. Em menos de três dias, produtos começaram a desaparecer dos mercados e feiras, a querosene dos aeroportos, remédios e insumos dos hospitais e o preço do pouco combustível que ainda restava nos postos de gasolina do país assustou até o mais crédulo pato amarelo.

De muitas e confusas bandeiras e lideranças, os caminhoneiros passaram de heróis à chantagistas. Temer cedeu e cedeu de novo, mas não conseguiu interlocutor no movimento que parecia mais uma medusa – várias cabeças e várias sentenças escamoteando interesses.

A  bandeira dos intervencionistas afastava a esquerda e vice versa, os candidatos à presidência se esquivaram e deixaram a batata queimada e cara na mão de Michel – afinal, nessa altura, ele já está mais sujo que pau de galinheiro e já havia jogado a toalha quanto à sua reeleição.

Um jogo difícil de ser jogado e ser explicado face a falta de regras do tabuleiro político brasileiro atual. Com a saída de Dilma e a mudança referencial no mercado de combustível praticado pela Petrobrás, vinculando a política de preços ao mercado internacional do Petróleo, Michel perdeu o principal fio condutor da sua economia e do marketing do Governo.  Aliado ao preço do petróleo internacional, o Brasileiro que, até então se sentia dono do Petróleo – afinal, foram décadas acreditando no slogan “ o petróleo é nosso “ ,- descobriu que a carga tributária sobre os combustíveis é bem maior que o preço do quilo da batata em tempos de desabastecimento.

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

E o pior, na aposta de Temer para resolver o problema e liberar as vias, trazendo o país de volta à normalidade, o governo passou a conta para o povo – esse mesmo, que acreditava que o petróleo era dele.

Socorrei-me Nossa Senhora da Batata quente e cara...passa na frente.  Pois é, oito dias de caos e de muitos e muitos vídeos no whatsaap, xingamentos no twiter e piadinhas no Face – é o brasil que nós temos e não adianta reclamar.

Solução para o imbróglio? Nem a curto e nem a médio prazo. Um governo fraco, instituições falidas moralmente, imprensa perdida, mas ganhando o seu quinhão e o caos de informação no ano eleitoral, onde os dois principais candidatos correm o risco de serem alijados da disputa. Um, por estar preso e outro, que pode ser condenado por incitação ao estupro.

Com a quebra de regra na Petrobras, em decorrência do acordo de Michel Temer com os caminhoneiros, resta saber quais os rumos que o país vai seguir nos próximos dias e meses até a eleição – se é que teremos uma.

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

Nossa Senhora da Batata e do Diesel, perdoe minha ignorância, mas versar sobre aquilo que o mercado impõe ao povo, nem mesmo com a ajuda de Deus. Senhor , Perdoe-me, pois, sou daqueles que não sabem o que fala.

Mas, invoco, o seu perdão, pois também sou governado por homens que não sabem o que fazem.


+ NOTÍCIAS

Aviso importante: a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash etc) do Portal Ururau não é permitida sem autorização e os devidos créditos e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismo de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com o Portal Ururau para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato através do email: parceria@ururau.com.br
Logo
Todos os direitos reservados - Ururau Copyright 2008 - 2016 Desenhado e programado por Jean Moraes

Poxa! Você usa bloqueadores de anúncios :(

Produzir matérias com qualidade demanda uma equipe competente e comprometida com o bom jornalismo. A publicidade é o único meio de viabilizar e manter nossos serviços ofertados gratuitamente aos nossos leitores. Colabore conosco adicionando o http://www.ururau.com.br como exceção de sites permitidos.

Clique aqui e saiba como adicionar o Ururau como site permitido!

Já fiz isso Fechar aviso