Terça-feira, 19 de junho de 2018
Anuncie no Ururau | Contato
Logo

Mãe pra sempre

Dagma Pontes

Por favor, lavem as mãos. Tem vírus circulando!

13/04/2018 às 10h07

Reprodução
Os vírus que causam a doença podem ser encontrados em uma pessoa infectada

Uma novidade nada agradável está enchendo os consultórios pediátricos e esvaziando as salas de aula: uma infecção causada por um vírus que causa bolinhas de águas avermelhadas nas mãos, nos pés e na boca (e ainda lesões esbranquiçadas por dentro da boca).

O quadro que apresenta primeiro febre e depois as lesões, tem deixado as mães muito preocupadas e sem saber o que fazer. E o pior, é contagioso. Por isso creches e escolas têm apresentado a infecção em muitas crianças de uma só vez. 

E se você acha que é uma doença que está na nossa região, engana-se. A doença está afetando crianças quase no Brasil inteiro e várias secretarias e órgãos ligados à saúde estão enviando alertas sobre o risco de contrair a síndrome e orientando sobre o acompanhamento.

O fato é que, segundo os especialistas, não há tratamento específico - só o uso dos antitérmicos e anti-inflamatórios, quando necessário - para aliviar os sintomas. O vírus tem um período de incubação de 4 a 6 dias e, em geral, a doença regride em uma semana. A indicação é de repouso, hidratação e boa alimentação nesse período

Os vírus que causam a doença podem ser encontrados em uma pessoa infectada. A transmissão se dá pela via oral ou fecal, através do contato direto com secreções de via respiratória (saliva), feridas que se formam nas mãos e pés e pelo contato com as fezes de pessoas infectadas ou então através de alimentos e de objetos contaminados.

Mesmo depois de recuperada, a pessoa pode transmitir o vírus pelas fezes durante aproximadamente quatro semanas.

E como ainda não existe vacina contra o vírus que transmite a síndrome, medidas de prevenção e interrupção da cadeia de transmissão são importantes na Síndrome Mão-Pé-Boca.

– Lavar as mãos frequentemente com sabão e água, especialmente depois de trocar fraldas e usar o banheiro.

– Limpar e desinfetar superfícies tocadas com frequência e itens sujos, incluindo brinquedos;

– Evitar contato próximo, como beijar, abraçar ou compartilhar utensílios ou xícaras com pessoas com problemas de mãos, pés e boca.

Caso suspeite da síndrome, procure um médico para fazer uma avaliação e tirar suas dúvidas.

Para conversar sobre maternidade acesse: www.maeprasempre.com.br
 

+ NOTÍCIAS

Aviso importante: a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash etc) do Portal Ururau não é permitida sem autorização e os devidos créditos e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismo de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com o Portal Ururau para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato através do email: parceria@ururau.com.br
Logo
Todos os direitos reservados - Ururau Copyright 2008 - 2016 Desenhado e programado por Jean Moraes

Poxa! Você usa bloqueadores de anúncios :(

Produzir matérias com qualidade demanda uma equipe competente e comprometida com o bom jornalismo. A publicidade é o único meio de viabilizar e manter nossos serviços ofertados gratuitamente aos nossos leitores. Colabore conosco adicionando o http://www.ururau.com.br como exceção de sites permitidos.

Clique aqui e saiba como adicionar o Ururau como site permitido!

Já fiz isso Fechar aviso