Sexta-feira, 24 de maio de 2019
Anuncie no Ururau | Contato
Logo

TattooArte

Marcello Yakuza e Thiago Freitas

Tatuagem: Mitos e Verdades

06/03/2019 às 13h41

Reprodução
Tatuagem: Mitos e Verdades
Para muitos, os estúdios de tatuagens têm um ar de mistério e admiração. Isso é bom artística e comercialmente, claro, mas também gera desconhecimento, o que pode levar à discriminação que - ainda - tanto sofremos. Já que a melhor forma de combater mitos é a informação, vamos esclarecer as principais dúvidas que aparecem no nosso dia a dia e que você deve saber antes de fazer mais uma tattoo.

“Vou beber um pouquinho pra aliviar a dor!”

Errou! Pelo contrário, beber antes de ser tatuado vai piorar tudo. O álcool tem ação vasodilatadora, o que significa que vai sangrar mais, dificultando a pigmentação da pele. O seu tatuador vai ter mais trabalho e passar mais vezes pelo mesmo lugar para fazer uma boa aplicação. Além disso, é provável que você fique agitado, além de mais sensível à dor.

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

“Tomar um analgésico aumenta a resistência!”

Nem sempre! Analgésicos interferem com as mensagens que os receptores de dor enviam ao sistema nervoso, então podem aumentar o limite da dor que você consegue resistir. Contudo, alguns analgésicos, tais como aspirina (AAS), são anticoagulantes (na linguagem popular, “afinam o sangue”), o que causa maior sangramento, assim como agora já sabemos que o álcool faz.

“Dói mais tatuar sobre um osso!”

Acertou! A espessura da camada de pele (assim como o tecido sob a pele) varia de acordo com o local do corpo, então é provável que você faça mais caretas tatuando a canela, por exemplo, do que a coxa.

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

A tinta branca dói mais!”

Errou! Muita gente acredita que tatuagens coloridas doem mais do que as em preto e cinza, e que a tinta branca dói muito mais. Na verdade, o branco é usado apenas em alguns pontos da tatuagem (destacando a incidência de luz no desenho) e é aplicado no final do processo, quando o cliente já está cansado, e a pele já foi tatuada com outras cores.

“Vou passar um anestésico antes de tatuar!”

Não é bem assim! Anestésicos tópicos não são eficientes se forem aplicados sobre a pele intacta (antes de ser perfurada pelas agulhas) e apenas aliviam um pouco a sensação (talvez mais pelo efeito psicológico mesmo). Além disso, muitos tatuadores não gostam e alegam que enrijece a pele onde foi aplicado. Em vez disso, o ideal é dormir bem na noite anterior, se alimentar e se hidratar bem no dia, e ficar bem tranquilo durante a tatuagem.

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

“Tebori dói demais!”

Você está enganado! Ver alguém ser tatuado com técnicas primitivas impressiona. Desdeo método tradicional japonês, que usa varetas de bambu com as agulhas na ponta, ao martelinho batendo em um instrumento feito com osso, como se faz na Polinésia, a reação é sempre a mesma: “isso deve doer muito!” Na verdade, todos que passam por essas experiências dizem que dói bem menos do que com máquinas. Isso parece óbvio, já que a máquina faz muito mais perfurações por segundo do que seria possível manualmente.

“Vou ao Japão e vou fazer uma tatuagem de um dragão enorme!”

Mito! Apesar de toda a história da tatuagem japonesa, lá ainda há um forte estigma relacionado à máfia e como seus membros ostentam extensas tatuagens tradicionais. O que rola entre os jovens são tattoos comerciais, simples, ou new school. E prepare-se pra cobrir suas tatuagens em locais públicos, como na praia, em academias e nos onsens (fontes termais).

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

“Se for à praia a minha tattoo vai desbotar!”

Mais ou menos! O sol não é amigo das tatuagens e devemos protegê-las com filtro solar, mas isso não quer dizer que os raios UV vão penetrar na epiderme e queimar o pigmento. Na verdade, somente vai queimar a camada superficial (derme) e já que vemos a tatuagem através dela, parece mais opaca. O que desbota uma tatuagem com o tempo é a ação natural dos macrófagos que podem conseguir remover partículas do pigmento ao longo dos anos.

“Não quero vermelho porque dá alergia e desbota!”

Nem sempre! Algumas pessoas podem ter maior sensibilidade, mas as tintas de tatuagem seguem em desenvolvimento constante e têm cada vez menos componentes que podem causar reações alérgicas, tais como compostos metálicos.

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

“Não posso fazer ressonância magnética por causa das tattoos!”

Isso é passado! As mudanças nas formulações das tintas as tornam mais segurasa cada dia, principalmente pela redução do uso de óxidos e sais metálicos.

“Se enjoar, tiro com laser!”

Cuidado! Apesar de esta tecnologia estar sempre evoluindo, não há garantia de sucesso. O laser precisa ser absorvido pelas partículas do pigmento para quebrá-las. Isso é muito mais fácil com cores escuras. As claras podem precisar de mais sessões, o que significa mais dor, marcas (sim, o laser pode deixar cicatrizes) e maior despesa.

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

“Ah, então vou fazer uma cobertura!”

Talvez! A pele não é como uma tela que pode ser coberta com camadas de tinta. Somente um tatuador especializado em cover up vai saber avaliar se a sua tattoo pode ser coberta e indicar um desenho adequado. Lembre-se sempre de procurar um especialista. Cada tatuador é bom em estilos e técnicas distintas.

“Não tatuo porque nunca mais poderia doar sangue!”

Errado! Você pode doar sangue, depois de algum tempo. Na Inglaterra, por exemplo, são quatro meses sem doar. Nos EUA, se tatuar em um estabelecimento certificado pelas autoridades sanitárias, pode doar imediatamente. Aqui no Brasil, a Fundação Pró-Sangue (FPS) recomenda aguardar doze meses.

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

“Essa tatuagem vai ficar horrível quando você envelhecer!”

Mito! Se você curte a sua tatuagem hoje, dificilmente vai deixar de gostar dela no futuro, e quando tiver uns 90 anos vai ser um velhinho muito irado! Sem contar que suas tatuagens vão ter histórias.

“Então quero que use só tintas veganas!”

É possível! É muito fácil encontrar tintas de tatuagem feitas exclusivamente com compostos naturais, e não são testadas em animais.

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

“Meu primo sabe desenhar. Ele pode ser tatuador, fácil!”

Nem sempre! Os tatuadores com dons artísticos se destacam no mercado, mas simplesmente saber desenhar ou pintar bem e comprar os equipamentos não basta. Há uma longa curva de aprendizado, não apenas para saber usar a máquina e seus equipamentos periféricos, mas também os aspectos técnicos, legais e comerciais. Nada substitui a vivência em um estúdio muito antes de se pensar em encostar a mão em uma máquina de tatuagem.

E então? Acertou mais do que errou? Com certeza de agora em diante só vai acertar, né?

Marcelo Cordeiro, YakuzaTattoo

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

https://www.instagram.com/yakuzatattoo/

https://www.facebook.com/yakuzatattoo/

 


+ NOTÍCIAS

Aviso importante: a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash etc) do Portal Ururau não é permitida sem autorização e os devidos créditos e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismo de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com o Portal Ururau para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato através do email: parceria@ururau.com.br
Logo
Todos os direitos reservados - Ururau Copyright 2008 - 2016 Desenhado e programado por Jean Moraes

Poxa! Você usa bloqueadores de anúncios :(

Produzir matérias com qualidade demanda uma equipe competente e comprometida com o bom jornalismo. A publicidade é o único meio de viabilizar e manter nossos serviços ofertados gratuitamente aos nossos leitores. Colabore conosco adicionando o http://www.ururau.com.br como exceção de sites permitidos.

Clique aqui e saiba como adicionar o Ururau como site permitido!

Já fiz isso Fechar aviso