Delegado toma posse e assume o posto de secretário estadual da Polícia Civil

Facebook Whatsapp Twitter
Domingo, 18 de agosto de 2019
Anuncie no Ururau | Contato
Logo

Estado RJ

Delegado toma posse e assume o posto de secretário estadual da Polícia Civil

Facebook Whatsapp Twitter Google+

03/01/2019 às 17h40

Divulgação Governo RJ
Policial deixou o comando do Departamento Geral de Polícia Especializada (DGPE) e substitui Rivaldo Barbosa no comando da instituição

Compartilhe essa notícia!

Facebook Whatsapp Twitter Google+
O delegado da Polícia Civil Marcus Vinícius Braga tomou posse na tarde desta quinta-feira (03/01) como secretário estadual da instituição. O policial deixou o comando do Departamento Geral de Polícia Especializada (DGPE) e substitui Rivaldo Barbosa no comando da Civil. Durante a cerimônia, que aconteceu na Cidade da Polícia, no Jacarezinho, na Zona Norte do Rio, o governador Wilson Witzel declarou que o Rio precisa ter a própria prisão de Guántanamo – prisão militar localizada em Cuba, onde os Estados Unidos mantêm presos acusados de terrorismo. 

Wiztel afirmou aos jornalistas que os criminosos de fuzis são o elo mais fraco. "Precisamos investigar quem está investindo dinheiro nessas comunidades e fomentando a criminalidade. Quem financia é terrorista e será tratado como tal".

Para Braga, a nova missão é colaborar para um Rio mais seguro. "Hoje me vejo alçado à posição de secretário da Polícia Civil com a responsabilidade de alinhavar, realizar novas estratégias para colaborar para o Rio de Janeiro ser um lugar mais seguro. E eu não tenho dúvida de que nós vamos conseguir", disse.

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

Já Rivaldo Barbosa deixa a instituição com a imagem extremamente desgastada. O delegado não conseguiu elucidar quem mandou matar e quem matou a vereadora do Psol, Marielle Franco, e de seu motorista Anderson Pedro Gomes, em 14 de março do ano passado, no Estácio. Barbosa não terá cargo na instituição e deverá tirar o ano sabático.

Combate a corrução

A partir de agora a Polícia Civil vai se dedicar a identificar criminosos que lavam dinheiro em benefício do tráfico de drogas. Com nome de Departamento-Geral de Investigação à Corrupção, ao Crime Organizado e à Lavagem de Dinheiro (DGICCORLD), a estrutura deverá já ter início neste mês. Ainda não se sabe quem será o diretor da especializada que terá 10 delegados e 80 agentes que serão escolhidos a dedos pelo novo secretário. O que já se sabe é que agentes da Polícia Federal participarão do núcleo — que será abrigado na Chefia da Polícia Civil, na Lapa.

Segundo fontes da Polícia Civil, o Departamento-Geral de Investigação à Corrupção, ao Crime Organizado e à Lavagem de Dinheiro irá expandir a estrutura já utilizada pelo laboratório de lavagem de dinheiro, da Delegacia Fazendária. A princípio, serão seis núcleos no departamento, um deles contra crimes na administração pública e outro contra crimes de colarinho branco. Os crimes praticados por traficantes e milicianos terão outro núcleo exclusivo dentro da estrutura do departamento. 

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

CONFIRA QUAIS MEDIDAS ESTÃO PREVISTAS NO PLANO DA POLÍCIA CIVIL 

Que deverão ser implementadas em até 100 dias:

- Implementar o Plano de Operações Integradas para repressão de roubo de automóveis e de cargas, para reduzir esses indicadores nas áreas de maiores índices.

- Aumentar em 20% o número de indiciamentos e elucidação dos crimes em todo Estado do Rio de Janeiro em comparação ao mês anterior e ao mesmo período do ano anterior.

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

- Implementar o projeto piloto do Registro de Ocorrência Online pela Polícia Militar na circunscrição da Ilha do Governador, capacitando 100% dos policiais militares designados.

- Tornar operacional as ações do Departamento Geral de Investigação a Corrupção e Lavagem de Dinheiro. 

Que deverão ser implementadas em até 180 dias: 

- Reduzir os indicadores de roubos de cargas e de automóveis nas áreas de maiores índices da região metropolitana.

CONTINUA DEPOIS DO INFORMATIVO

- Aperfeiçoar as investigações dos crimes de homicídios, a fim de aumentar a identificação de autoria.

- Aperfeiçoar as investigações de combate à corrupção, ao crime organizado e à lavagem de dinheiro no estado do Rio de Janeiro. 

Fonte: O Dia


Aviso importante: a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash etc) do Portal Ururau não é permitida sem autorização e os devidos créditos e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismo de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com o Portal Ururau para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato através do email: parceria@ururau.com.br
Logo
Todos os direitos reservados - Ururau Copyright 2008 - 2016 Desenhado e programado por Jean Moraes

Poxa! Você usa bloqueadores de anúncios :(

Produzir matérias com qualidade demanda uma equipe competente e comprometida com o bom jornalismo. A publicidade é o único meio de viabilizar e manter nossos serviços ofertados gratuitamente aos nossos leitores. Colabore conosco adicionando o http://www.ururau.com.br como exceção de sites permitidos.

Clique aqui e saiba como adicionar o Ururau como site permitido!

Já fiz isso Fechar aviso